Sialorreia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Hipersalivação ou Sialorreia, também conhecida como ptialismo ou polissialia é a secreção abundante de saliva.[1]

Caracteriza-se por uma produção de saliva em excesso à quantidade normal diária de 1,5 a 2 litros e é normalmente associada a pessoas com distúrbios neurológicos ou doenças raras e também em bébés.[2]

Tipos[editar | editar código-fonte]

  1. Sialorreia primária - consequência da hipersecreção das glândulas salivares (menos frequente)
  2. Sialorreia secundária - consequência de alum tipo de alteração do controle neuromuscular oral
  3. Sialorreia emocional - causada por ansiedade/estresse[3]

Causas[editar | editar código-fonte]

  • Deglutição afetada
  • Alteração controle neuromuscular oral
  • Esofagite
  • Inflamação da boca
  • Envenenamento
  • Sobredosagem de medicamentos
  • uso de medicamentos com esse efeito secundário
  • Stress e Ansiedade
  • Período de nascimentos dos dentes (recém-nascidos)
  • Doenças Raras ou do foro psiquiátrico (mal de parkinson, esclerose múltipla, autismo, paralisia cerebral, síndrome de down, demência, etc)
  • Gravidez
  • Mononucleose

Tratamento[editar | editar código-fonte]

A Sialorreia pode ser tratada com sucesso se a sua causa for tratada ou evitada.

Em casos em que tal não é possível ou que a pessoa tem um tipo de sialorreia contínuo e duradouro, podem ser usados tratamentos por meio da toma de medicamentos, produtos homeopáticos, uso de radioterapia ou até cirurgia.

  • Medicamentos - usados mais para casos paliativos. Medicamentos anticolinérgicos podem reduzlir a produção de saliva e causar uma sensação de "boca seca". Medicamentos como escopolamina, atropina, hioscina e amitriptilina
  • Produtos homeopáticos - sem evidência científica. Exemplos: Alumina, Carbonato de amônio, Beladona, Calcárea carbônica, Cantharis, Grafites, Causticum, Camomila, Hepar Sulph, Helonias
  • Radioterapia - Seu efeito secundário comum é a xerostomia que reduz a saliva. Mais indicado para pacientes em idade avançada.
  • Cirurgia - apenas como último recurso. é feita a remoção das glândulas salivares ou a destruição do seu controlo nervoso envolvendo a ligação dos ductos da glândula parótida e a excisão da glândula submandibular

Notas e referências

  1. Lopes, Antonio Carlos. Diagnóstico e tratamento. vol. 3. Barueri: Manole, 2007
  2. «Sialorreia | Sintomas, Causas e Tratamento para Controlo da Saliva». www.euroclinix.net. Consultado em 7 de agosto de 2017 
  3. «Salivação excessiva, sialorreia ou ptialismo, causas e remédios». Fisioterapia para todos. Consultado em 7 de agosto de 2017 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svgEste artigo sobre Gastroenterologia é mínimo. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.