Sundsvall

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sundsvall
Cidade da Suécia
Sede de Município
Capital de condado
País  Suécia
Província histórica Medelpad
Condado Norlândia Ocidental
Comuna Sundsvall
População 58 248
Fundado 1621

Sundsvall ou Sundsvália (em latim: Sundsvallia) é uma cidade portuária sueca no leste da província histórica da Medelpad. [1] [2] Tem cerca de 58 248 habitantes (2017). [1] É a sede do município de Sundsvall, e a capital do condado da Norlândia Ocidental (Västerbotten), situado no norte da Suécia. [3] [4] [5]

Etimologia e uso[editar | editar código-fonte]

O nome geográfico Sundsvall deriva das palavras nórdicas Sund (nome de uma aldeia) e vall (terreno junto ao rio, ou terreno plano), significando ”terreno de Sund junto ao rio” ou ”terreno plano da aldeia de Sund”. Uma das suas primeiras ocorrências data do século XVII – "Sundzvaal". Em textos em português costuma ser usada a forma original "Sundsvall". [6] [7]

Referências

  1. a b Ernby, Birgitta; Martin Gellerstam, Sven-Göran Malmgren, Per Axelsson, Thomas Fehrm (2001). «Sundsvall». Norstedts första svenska ordbok (em sueco). Estocolmo: Norstedts ordbok. p. 644. 793 páginas. ISBN 91-7227-186-8 
  2. «Sundsvall» (em sueco). hitta.se – Interaktiv karta. Consultado em 7 de julho de 2018. 
  3. «Sundsvall». Norstedts uppslagsbok (em sueco). Estocolmo: Norstedts. 2007-2008. p. 1252. 1488 páginas. ISBN 9789113017136 
  4. Lars Nilsson, Lennart Améen, Pia Lindgren, Sven Lilja. «Sundsvall» (em sueco). Nationalencyklopedin (Enciclopédia Nacional Sueca). Consultado em 7 de julho de 2018. 
  5. «Sundsvall» (em inglês). Encyclopædia Britannica (Enciclopédia Britânica). Consultado em 7 de julho de 2018. 
  6. Wahlberg, Mats (2003). «Sundsvall». Svenskt ortnamnslexikon (Dicionário dos nomes das localidades suecas) (em sueco). Uppsala: Språk- och folkminnesinstitutet e Institutionen för nordiska språk vid Uppsala universitet. p. 313. 422 páginas. ISBN 91-7229-020-X 
  7. Jonas Jonasson. «O ancião que saiu pela janela e desapareceu» (PDF). Editora Record. Consultado em 9 de julho de 2018.