Tábuas Tártaras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Tábuas Tartaras)
Ir para: navegação, pesquisa

As Tábuas Tartaras são três tábuas decobertas na Tartária, Roménia. Mostram uma série de símbolos gravados que têm sido objecto de uma grande controvérsia entre os arqueólogos, o que segundo algumas opiniões poderá representar as primeiras formas de escrita do mundo.

Descoberta[editar | editar código-fonte]

As tábuas foram encontradas em 1961 à cerca de 30 km da cidade de Alba Iulia. Nicolae Vlassa, um arqueólogo no Museu de Cluj, revelou três tábuas com 26 símbolos, juntamente com uma pulseira e vários restos de ossos humanos ..[1] Dois dos quadros são retangulares e o terceiro circular.

Nas três, apenas um lado apresenta símbolos. Símbolos semelhantes foram encontrados em equipamentos localizados nas ruínas de Vinca na Sérvia e noutros lugares no sul do Balcãs, que podem estar relacionadas.

Referências

  1. Alasdair W. R. Whittle, Europe in the Neolithic: The Creation of New Worlds, p. 101. (Cambridge University Press, 1996)

Bibliografía[editar | editar código-fonte]

  • Haarmann, H. 1990 Writing from Old Europe. The Journal of Indo-European Studies 17
  • Makkay, J. 1969 The Late Neolithic Tordos Group of Signs. Alba Regia 10, 9-50
  • Makkay, J. 1984 Early Stamp Seals in South-East Europe. Budapest
  • Winn, Sham M. M. 1973 The Sings of the Vinca Culture
  • Winn, Sham M. M. 1981 Pre-writing in Southeast Europe: The Sign System of the Vinca culture. BAR

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]