TK-90X

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de TK 90X)
Ir para: navegação, pesquisa
TK-90X
Computador doméstico
TK90X.jpg
O TK-90X.
Lançamento: 1985 (31–32 anos)
Descontinuado:  ?
Sistema operativo: TK Basic
Microprocessador: Zilog Z-80A em 3,58 MHz
Memória: 16 KiB — 48 KiB (máxima)
Portal Tecnologias da informação

O TK-90X foi um computador de 8 bits fabricado no Brasil pela Microdigital Eletrônica a partir de 1985 e baseado no computador doméstico ZX Spectrum produzido pela empresa britânica Sinclair Research. O TK-90X utiliza o microprocessador Z-80A (3,58 MHz) de 8 bits[1]. O computador contava com um interpretador da linguagem de programação BASIC, o que facilitava a sua programação por principiantes.

Tornou-se muito popular devido ao baixo custo, à simplicidade e à enorme biblioteca de software existente para o ZX Spectrum. Bastava conectá-lo a um aparelho de televisão colorido e estava pronto para usar.

Ele tinha também um 'item' (detalhe) que ajudou ele a se tornar bem popular, que ele já possuía saída de joystick incorporada (padrão 'Interface 2') evitando algo que os donos do ZX Spectrum original sempre tiveram que comprar em separado e que causava muita dor de cabeça pois sempre havia problemas de mau contato, além de diversos padrões de interfaces de joystick (Interface2 da propria Sinclair, Kempston e Cursor).

Incompatibilidades[editar | editar código-fonte]

A versão da Microdigital possuía algumas modificações na ROM que eram um pequeno upgrade ao original (ZX Spectrum). Assim, o TK-90X não era totalmente compatível com o ZX Spectrum. No entanto, a maioria dos programas escritos para o ZX Spectrum funcionava sem problemas no TK-90X[1](aproximadamente 90 a 95%). Este fato foi um dos motivos do grande sucesso desse computador, pois havia centenas de softwares disponíveis quando foi lançado no Brasil.

As duas principais modificações foram a incorporação dos comandos UDG (User Defined Graphics, gráficos definidos pelo usuário), com os caracteres acentuados do português e do espanhol, e TRACE, para "debugar" programas em BASIC. Além disso, o TK contava com um editor de caracteres UDG (comando 'UDG 2') em ROM[1], o que tornava fácil e muito simples a mudança(tipo personalização) de caracteres, algo que é e foi muito apreciado por fãs deste equipamento até os dias atuais.

Os problemas de incompatibilidade foram parcialmente resolvidos com o lançamento do sucessor do TK-90X, o TK95[2].

Versões[editar | editar código-fonte]

Foram produzidas duas versões, variando a quantidade de memória RAM: 16 ou 48 Kb[1].

Foi vendida também uma versão de 48KB que vinha com uma Light Pen na mesma caixa.

Especificações técnicas[editar | editar código-fonte]

A tela inicial do TK-90X.

Armazenamento[editar | editar código-fonte]

O armazenamento e leitura de programas no TK-90X era feito através de gravador e fita cassete comuns. Também era possível conectar periféricos como unidade de disquete e impressora através de kits de expansão produzidos por terceiros. Porém, esses acessórios nunca chegaram a se tornar populares devido aos preços elevados.

Referências

  1. a b c d «Microdigital TK-90X». Old-Computers.com. Consultado em 7 de dezembro de 2008 
  2. «Microdigital TK-95». Old-Computers.com. Consultado em 7 de dezembro de 2008 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]