TTS-1

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

TTS-1 (Test and Training Satellite 1), também conhecido como TETR-1 e ERS-30, foi um satélite artificial estadunidense laçado em 13 de dezembro de 1967 por meio de um foguete Delta E a partir Cabo Canaveral.[1][2]

Características[editar | editar código-fonte]

O TTS-1 foi um dos membros de sucesso da família de satélites ERS (Environmental Research Satellites), pequenos satélites lançados como carga secundária junto com satélites maiores para fazer testes de tecnologias e estudos do ambiente espacial. O TTS-1 foi lançado no mesmo foguete que a Pioneer 8 e sua função foi servir de satélite de treinamento para as estações terrestres atribuídas ao projeto Apollo, para o qual levava a bordo um transponder de 9,5 watts em banda S (2101,9 M Hz e 2283,5 MHz). O mesmo tinha a forma de octaedro de cerca de 30 cm de lado e alimentação elétrica era fornecida por células solares que recobriam a superfície do satélite e recarregavam as baterias de bordo, de níquel-cádmio. O TTS-1 foi injetado em uma órbita inicial menor do que a planejado, de 482 km de apogeu e 293 km de perigeu, com uma inclinação orbital de 32,9 graus e um período de 92,3 minutos, reentrando na atmosfera em 28 de abril de 1968, chegando a cumprir a sua missão de qualquer forma.[3][4][1]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «ERS 29» (em inglês). NASA. Consultado em 21 de março de 2014 
  2. «TTS, TETR (ERS)» (em inglês). Gunter's Space Page. Consultado em 21 de março de 2014 
  3. «ERS» (em inglês). Encyclopedia Astronautica. Consultado em 21 de março de 2014 
  4. «TATS 1 (TETR-1)» (em inglês). Real Time Satellite Tracking. Consultado em 21 de março de 2014