Tago

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para a cidade filipina, veja Tago (Filipinas).


Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:

Tago era o nome de um rei ibero que foi cruelmente assassinado por Asdrúbal, segundo Sílio Itálico[1] Tago era um rei de grande beleza e coragem. Foi morto e pregado a uma cruz para que o seu povo o pudesse ver.

"A Tago de antiga estirpe, de grande beleza
E famoso por corajosos feitos, pregou-o ele em alto poste,
E, esquecido dos deuses e dos homens, em triunfo passeou
Pelos povos contristados o corpo de seu rei em exéquias
A Tago que recebera o nome de aurífera fonte.
Ululando o choram pelas margens e cavernas as ninfas ibéricas.
Não quererá ele jamais para si as águas da Meónia,
nem os pantanos da Lídia ou a planície que pelo ouro fluido é banhado
e que enlouquece pelas areias do Hermo para ali trazidas.
Ele era o primeiro a atacar e o último a deixar o combate,
quando do alto da cela largava as rédeas ao veloz corcel."


Segundo uma outra versão da lenda Tago (Monarquia Lusitana) teria sido o quinto Rei da Hispania, e deu o nome ao rio Tejo.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências