Tarambola-dourada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaTarambola-dourada
Pluvialis apricaria1.jpg
Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Charadriiformes
Família: Charadriidae
Género: Pluvialis
Espécie: P. apricaria
Nome binomial
Pluvialis apricaria
(Linnaeus, 1758)
Pluvialis apricaria

A tarambola-dourada[1] (Pluvialis apricaria) é uma ave da família Charadriidae.

Maior que os borrelhos, caracteriza-se pela plumagem acastanhada com pintas brancas, pelo bico espesso e curto e pelas patas pretas. Frequenta terrenos agrícolas, muitas vezes na companhia de abibes, espécie com a qual mantém uma relação de simpatria.[2]

Nidifica nas montanhas do norte da Europa e inverna no sul do continente. Em Portugal ocorre durante os meses mais frios.

Nomes comuns[editar | editar código-fonte]

Dá ainda pelos seguintes nomes comuns: tarambola[3], dourada[4], douradinha[5], pildra[6] e pildra-dourada[7].

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Quanto ao nome científico, o género pluvialis provém do latim e significa «imbrífero; o que traz a chuva», do étimo latino pluvia, que significa «chuva».[8] Tal notação advém da crença romana de que as tarambolas-douradas se reuniam, quando a chuva era iminente. Quanto ao nome da espécie, apricaria é uma declinação do étimo latino aprico[9], e significa «raposeira; refastelar-se ou aquecer-se ao sol».[10]

No que toca aos nomes comuns, sendo certo que os substantivos «tarambola»[3] e «pildra»[6] são de origem obscura, é sabido que as demais termos denominativos destas aves aludem à coloração dourada da sua plumagem.[4][5] [7]

Subespécies[editar | editar código-fonte]

A espécie é monotípica (não são reconhecidas subespécies).

Descrição[editar | editar código-fonte]

Trata-se de uma espécie de dimensões mais reduzidas do que a pluvialis squatarola, sua congénere, com a qual, por sinal, se parece.[11] Sobressai pela coloração dourada da plumagem, com padrões de manchas castanhas mais escuras, pese embora, não possua quaisquer manchas negras nas axilas.[12]

Tem um chamamento assobiado e monossilábico, ao arrepio do que sucede com a já mencionada tarambola-cinzenta, sua congénere, que tem um trinado trissilábico.[13]

Portugal[editar | editar código-fonte]

Trata-se duma espécie invernante em Portugal, que se presta a observada entre os meses de Outubro e Fevereiro.[13] É especialmente comum na metade Sul do país, contando com comunidades de várias centenas em certas partes do Alentejo, ao passo que conta com comunidades mais modestas a Norte do país.[12]

Prefere as courelas agricultadas e demais espaços abertos e sem árvores, como sejam terrenos em pousios e charnecas.[12]

Referências

  1. «Tarambola-dourada». Wikipédia, a enciclopédia livre. 14 de outubro de 2020. Consultado em 17 de junho de 2021 
  2. «Abibe (Vanellus vanellus)». www.avesdeportugal.info. Consultado em 17 de junho de 2021 
  3. a b S.A, Priberam Informática. «tarambola». Dicionário Priberam. Consultado em 17 de junho de 2021 
  4. a b Infopédia. «dourada | Definição ou significado de dourada no Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». Infopédia - Dicionários Porto Editora. Consultado em 17 de junho de 2021 
  5. a b Infopédia. «douradinha | Definição ou significado de douradinha no Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». Infopédia - Dicionários Porto Editora. Consultado em 17 de junho de 2021 
  6. a b Infopédia. «pildra | Definição ou significado de pildra no Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». Infopédia - Dicionários Porto Editora. Consultado em 17 de junho de 2021 
  7. a b Infopédia. «pildra-dourada | Definição ou significado de pildra-dourada no Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». Infopédia - Dicionários Porto Editora. Consultado em 17 de junho de 2021 
  8. «ONLINE LATIN DICTIONARY - Latin - English». www.online-latin-dictionary.com. Consultado em 17 de junho de 2021 
  9. «ONLINE LATIN DICTIONARY - Latin - English». www.online-latin-dictionary.com. Consultado em 17 de junho de 2021 
  10. Jobling, James A (2010). The Helm Dictionary of Scientific Bird Names. London: Christopher Helm. pp. 57, 311. ISBN 978-1-4081-2501-4 
  11. «Tarambola-cinzenta (Pluvialis squatarola)». www.avesdeportugal.info. Consultado em 17 de junho de 2021 
  12. a b c «Tarambola-dourada (Pluvialis apricaria)». www.avesdeportugal.info. Consultado em 17 de junho de 2021 
  13. a b «Página de Espécie • Naturdata - Biodiversidade em Portugal». Naturdata - Biodiversidade em Portugal. Consultado em 17 de junho de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Aves, integrado ao Projeto Aves, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.