Teorias dos movimentos sociais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde março de 2017). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

Teorias dos movimentos sociais são o conjunto de abordagens sociológicas e de outras ciências humanas sobre o fenomeno social denominado movimento social.

As mais conhecidas abordagens dos movimentos sociais são as chamadas "tradicionais", como a abordagem funcionalista, comportamentalista, entre outras, e as mais recentes, como a abordagem da mobilização de recursos, a das oportunidades políticas, a dos novos movimentos sociais e a marxista[1]. Essas últimas são as que ficaram em evidência especialmente a partir dos anos 1960, com exceção do marxismo que é anterior, mas pouco abordava os movimentos sociais (excluindo os movimentos de classes sociais, que, para alguns autores, não se incluem nessa categoria). A chamada teoria da mobilização de recursos e a teoria do processo político são hegemonicamente norte-americanas e a chamada teoria dos novos movimentos sociais é hegemonicamente europeia, enquanto que a concepção marxista é desenvolvida em diversos países e continentes[2].

A teoria da mobilização de recursos tem como principais representantes Olson, Oberschall, McCarthy e Zald e sua principal tese é referente aos recursos (financeiros, humanos e de infraestrutura)como elemento fundamental para existência e sucesso de um movimento social[3].

A teoria do processo político ou das oportunidades políticas tem como principais representantes Sidney Tarrow, Charles Tilly, e os demais adeptos da teoria da mobilização de recursos, pois essa abordagem é uma mutação desta. O seu foco na análise dos movimentos sociais é na questão do Estado e das oportunidades políticas em determinados contextos conjunturais[4].

A teoria dos novos movimentos sociais tem um conjunto enorme de representantes, com destaque para Alain Touraine, Alberto Melucci, Claus Offe. Ao contrário das duas abordagens anteriores, ela é mais diversificada e sua tese central reside mais na negação do marxismo e na ênfase cultural do que em qualquer unidade de concepção a respeito dos movimentos sociais[5].

A teoria marxista tem como principais representantes Karl Marx, os historiadores ingleses (Erich Hobsbawm, George Rudé, Edward T. Thompson)[6], Karl Jensen, Nildo Viana [7], entre outros.Como o marxismo é dividido e subvidivido em diversas correntes, há também diferenças internas nas abordagens dos movimentos sociais. Existe polêmicas a respeito do que são os movimentos sociais e, derivado disso, quais autores marxistas realmente abordaram tal fenômeno. Para alguns, o movimento operário, bem como o movimento sindical[8], seriam movimentos sociais e assim já seriam abordados desde Marx; para outros, os movimentos sociais se distinguem do movimento de classes sociais [9]e, portanto, a análise marxista desse fenômeno é recente.

Referências

  1. GOHN, Maria da Glória. Teorias dos Movimentos Sociais. São Paulo: Edições Loyola, 1997; ALONSO, Angela. Teorias dos Movimentos Sociais: um balanço do debate. Lua Nova, n. 76, 2009
  2. Idem.
  3. idem
  4. idem
  5. idem
  6. idem
  7. Da Silva, Gabrielle Andrade. Karl Marx e os Movimentos Sociais:Uma análise sobre os conceitos desenvolvidos pelo pensamento marxista. Movimentos Sociais, Ano 01, num. 01, jul.dez. 2016
  8. MONTAÑO, Carlos; DURIGUETTO, Maria Lúcia. Estado, Classe e Movimento Social. 3 ed. São Paulo: Cortez, 2011.
  9. VIANA, Nildo. Os Movimentos Sociais. Curitiba: Prismas, 2016; JENSEN, Karl. Teses sobre os Movimentos Sociais. Marxismo e Autogestão. Ano 1, num. 1, jan./jun. 2014


Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre sociologia ou um sociólogo é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.