The Black Swan (livro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Black Swan
O cisne negro: o impacto do altamente improvável (PT)
A lógica do cisne negro: o impacto do altamente improvável: gerenciando o desconhecido (BR)
Autor(es) Nassim Taleb
Idioma Inglês
País  Estados Unidos
Assunto Epistemologia, filosofia da ciência, aleatoriedade
Gênero Não-ficção
Série Incerto
Editora Random House
Lançamento 17 de abril de 2007
Páginas 400
ISBN 978-1400063512
Edição portuguesa
Editora Dom Quixote
Lançamento 2008
Páginas 455
ISBN 978-972-20-3587-3
Edição brasileira
Tradução Marcelo Schild
Editora Best Seller
Lançamento 2011
Páginas 458
ISBN 9788576842125

O livro The Black Swan (A lógica do cisne negro (título no Brasil) ou O cisne negro (título em Portugal)) foi escrito pelo ensaísta e pesquisador libanês radicado nos Estados Unidos da América, Nassim Taleb, e publicado no ano de 2007.[1][2][3][4] A obra possui tal título em analogia à crença até 1697, dos europeus que acreditavam na existência apenas de cisnes brancos, quando neste ano avistaram pela primeira vez, um cisne negro na Austrália.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Nassim Nicholas Taleb define no livro que cisne negro é um acontecimento improvável e que, depois do ocorrido, as pessoas procuram fazer com que ele pareça mais previsível do que ele realmente era[5].

No livro, o autor escreve que é impossível tentar antecipar e prever o futuro, já que aquilo que conhecemos é muito menor em relação ao que não conhecemos. Ele também explica como uma pessoa deve lidar com eventos inesperados em um mundo imprevisível e que elas tenham a consciência e aceitem que esses eventos, uma hora ou outra, acontecerão.

Taleb usa também alguns exemplos históricos para ilustrar os cisnes negros, como o atentado de 11 de setembro ao World Trade Center.

Esse tipo de acontecimento possui três características principais: é imprevisível, causa um impacto enorme e, depois de ter ocorrido, surgem frequentemente diversas explicações que o tentam afirmar como menos aleatório e mais previsível do que na realidade acontece. Segundo o autor, não temos consciência prévia destes fenómenos, dado que os seres humanos estão programados para aprender coisas especificas e não para pensar em generalidades. Assim, não conseguimos avaliar claramente as oportunidades, nem somos suficientemente abertos para fazermos fé naqueles que conseguem imaginar o impossível.

Devido ao seu caráter filosófico/científico, o Cisne Negro é também o símbolo do Laboratório de Simulações e Cenários da Marinha do Brasil

Curiosamente, esse livro apresenta uma análise sobre o perigo da concentração excessiva no sistema bancário, que mostrou ser, de facto, pertinente, pois, passado um ano, assistiu-se à falência do Lehman Brothers, em 2008.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.