Tlingit

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Totem Tlingin em Juneau, Alasca.

Os tlingit constituem um povo cuja língua e cultura podem ser identificadas a partir do século XIII, na fronteira entre o Alasca e o Canadá. Fazem parte de um grupo maior identificado pelos povos falantes das chamadas línguas na-dene, que incluem outros povos como os eyak, ahtna, dena'ina, hupa, apache e os navajo. Os tlingit formaram uma cultura baseada na pesca e caça. Aos poucos, a língua tlingit se expandiu para o litoral do Alasca, substituindo a língua eyak.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "Lingít Yoo X'atángi: The Tlingit Language." Sealaska Heritage Institute. (retrieved 3 December 2009)
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Tlingit
Ícone de esboço Este artigo sobre antropologia ou um antropólogo é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.