Tosse pós-viral

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Tosse pós-viral é um tipo de tosse clinicamente reconhecida como uma doença que acontece somente após uma infecção viral do trato respiratório tais como um resfriado, ou seja, por vírus. Pode durar até oito semanas.[1] [2] [3]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.

Referências

  1. Kastelik JA, Aziz I, Ojoo JC, Thompson RH, Redington AE, Morice AH (2005). «Investigation and management of chronic cough using a probability-based algorithm». Eur. Respir. J. [S.l.: s.n.] 25 (2): 235–43. doi:10.1183/09031936.05.00140803. PMID 15684286.  Parâmetro desconhecido |month= ignorado (|data=) (Ajuda)
  2. Chung KF, Lalloo UG (1996). «Diagnosis and management of chronic persistent dry cough». Postgrad Med J [S.l.: s.n.] 72 (852): 594–8. doi:10.1136/pgmj.72.852.594. PMC 2398587. PMID 8977940.  Parâmetro desconhecido |month= ignorado (|data=) (Ajuda)
  3. Holmes PW, Barter CE, Pierce RJ (1992). «Chronic persistent cough: use of ipratropium bromide in undiagnosed cases following upper respiratory tract infection». Respir Med [S.l.: s.n.] 86 (5): 425–9. doi:10.1016/S0954-6111(06)80010-7. PMID 1462022.  Parâmetro desconhecido |month= ignorado (|data=) (Ajuda)