Toxotes jaculatrix

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaToxotes jaculatrix
Toxotes jaculatrix.jpg
Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante [1]
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Actinopterygii
Ordem: Perciformes
Família: Toxotidae
Gênero: Toxotes
Espécie: T. jaculatrix
Nome binomial
Toxotes jaculatrix
(Pallas, 1767)

O peixe-arqueiro (Toxotes jaculatrix) é um peixe do gênero Toxotes.

A partir de compressões rápidas da cavidade oral que obrigam a água a sair por um tubo formado pela língua pressionada pelo palato estriado, este peixe consegue ejetar água a distâncias de 1,5 m.[2] Também caça insetos que sobrevoam a água.

Peixe típico dos manguezais, que por vezes entra pelos rios adentro[3], encontra-se na Ásia e na Oceânia, em países como a Indonésia, a Papuásia-Nova Guiné e na Austrália.[4][5]

O peixe-arqueiro cospe um jato de água seis vezes superior à sua força muscular para caçar, sendo que a dinâmica da água também contribui para este fenômeno.[carece de fontes?]

O primeiro relato deste comportamento foi em 1764.[carece de fontes?]

O peixe fecha as brânquias para forçar a produção do jato, que é projetado pelo ar, como uma única grande gota de água, que atinge a presa de uma tal maneira que ela se torna refeição.

O peixe consegue arrancar insetos firmemente presos à vegetação fora da água. Assim que os insetos são derrubados pelo jato, e caem na água, são devorados imediatamente pelo peixe. Esta técnica permite-lhe atingir certeiramente um inseto numa fração de segundo, mesmo se estiver a dois metros de distância.[6]

Referências