Trevas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura ofício litúrgico da Igreja Católica, veja Ofício de trevas.
Disambig grey.svg Nota: Se procura ausência de luz, veja Escuridão.
Ícone de esboço Este artigo sobre Role Playing Game é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Trevas
Autor Marcelo Del Debbio
Ilustrador arte de capa por Luciana Bacci; ilustrações por Evandro Gregório, Cristiano Rodrigo, Silvio Compagnoni; fotos de Marcelo Del Debbio e Luciana Bacci.
Editora(s) Daemon Editora
Idiomas português brasileiro
Lançamento 1997 (1ª edição)[nota 1]
1999 (2ª edição)
2001 (3ª edição)[nota 2]
2004 (3ª ed. rev.)
Gênero horror, sobrenatural, genérico
Sistema Daemon
Licença CC BY-SA 3.0
Faixa etária Inadequado para menores de 18 anos i DEJUS (Brasil)[1]
Website Página Oficial

Trevas é um livro de RPG escrito por Marcelo Del Debbio e publicado pela Daemon Editora. Uns dos primeiros cenários brasileiros de Horror. Sua primeira edição foi publicada numa versão fanzine na revista Dragão Brasil Especial nº 6 em Abril de 1997[nota 1].

Trevas 3a edição foi considerado o melhor RPG nacional de todos os tempos pela revista especializada Dragão Brasil. A segunda edição foi publicada em Abril de 1999[2], e vendeu mais de 700 cópias na primeira semana de vendas[3].

Após quase dez anos desde sua primeira versão em fanzine, a Daemon Editora anunciou, em dezembro de 2001[nota 2], a terceira edição do jogo. Esta edição marcou também o início de um projeto ambicioso: liberar as regras do Sistema Daemon para uso dos jogadores e mestres em seus próprios universos de jogo. Para tanto a editora disponibilizou, logo após a publicação da 3ª ed., isto é, em Janeiro de 2002, um arquivo PDF gratuito intitulado Sistema Daemon v1.01, o qual continha as regras do que chamou de "Sistema Básico". Contendo as regras básicas do jogo para uso livre[4].

Em 2004 foi lançada a terceira edição revisada, também chamada de 3.5[5]. À publicação desta edição também seguiu-se a disponibilização do Sistema Básico em PDF. Ainda chamado de Sistema Daemon v1.01, mas com as mesmas regras, apenas mudando detalhes visuais[6].

Temática[editar | editar código-fonte]

Trevas é um RPG de horror que se passa na época moderna. Seguindo a linha sombria dos demais jogos da Editora Daemon, como Anjos: A Cidade de Prata ou Demônios: A Divina Comédia, Trevas apresenta uma temática voltada ao ocultismo, com pendor esotérico-underground, em um universo fictício onde seres sobrenaturais habitantes de outros planos secretamente manipulam os humanos como peças em um jogo de xadrez eterno que representa a batalha entre o Céu e o Inferno[7].

Regras[editar | editar código-fonte]

Trevas utiliza o Sistema Daemon, que tem como principal forma de determinar o sucesso das ações dos personagens uma rolagem percentual: deve-se obter numa rolagem de dados um número de 1 a 100 menor ou igual ao valor da habilidade do personagem para realizar determinada ação. Para sortear os valores com um dado utiliza-se dois dados de 10 faces (2d10) sendo que um representa a dezena e o outro a unidade[7].

Notas

  1. a b Embora sem datação, a revista traz ilustrações de vários artistas, assinadas e datadas ou de 1996 ou de 1997, a maioria de 1997. A Dragão Brasil #025 (pág. 4) anuncia: "Está nas bancas TREVAS, o quarto RPG lançado pela Trama Editorial". A revista, também sem data, parece ser de Abr/1997, por simples contagem regressiva a partir da edição #042, esta sim datada de Set/1998. Indubitavelmente a Dragão Brasil Especial #06, que traz o Trevas 1ª ed., é de 1997, e não de 1995 como é amplamente divulgado.
  2. a b (a) A revista Dragão Brasil #079, seção "Notícias do Bardo" (pág. 1), faz o anúncio do lançamento do jogo. Os editores comentam que o livro é super atualizado: "...a Linha do Tempo, que vai até 2001, menciona até mesmo a destruição do World Trade Center!". Significa que a revista (sem data e mês), é de 2001, seguramente posterior ao ataque às Torres Gêmeas. (b) Na mesma revista, na notícia "A Tormenta nunca morre..." (pág. 4, 2º parágrafo), diz: "TORMENTA #8 chega às bancas ainda em dezembro de 2001". (c) No artigo "Os planos mudaram" (pág. 9), o autor J. M. Trevisan assina do seguinte modo: "(preparando-se psicologicamente para a perigosíssima balada de Natal)". (d) No artigo "Os Vitorianos" (págs. 36-44), há seis desenhos assinados pelo artista "Tamura" e datados de 2001. (e) A revista DB#78 traz na contracapa uma propaganda da loja Forbidden Planet com anúncio de Trevas 2ª edição, na #79 em diante o anúncio é de Trevas 3ª edição. (f) A revista Dragão Brasil #068 é uma das poucas que tem a data de publicação (Jan/2001). A DB#79 é onze números posteriores à DB#68, por isso só pode ser de Dez/2001. Não pode ter ocorrido atraso na publicação dessas edições devido ao que foi visto anteriormente. (g) O livro da 3ª edição (sem datação) traz copyright de 1999-2001. (CONCLUSÃO) Somadas todas as evidências, a revista DB#79 e Trevas 3ª edição só podem ser de Dez/2001 e não de Dez/2003 como tem sido divulgado.

Referências

  1. «TREVAS». Daemon Editora. Consultado em 23 Jun. 2014 
  2. Cassaro, Marcelo (1999). «Notícias do bardo: as trevas estão voltando...». São Paulo: Trama Editorial. Dragão Brasil (49). 2 páginas. ISSN 1413-599X 
  3. Cassaro, Marcelo (1999). «A nova idade das trevas». São Paulo: Trama Editorial. Dragão Brasil (51): 10-11. ISSN 1413-599X 
  4. DEL DEBBIO, Marcelo. Sistema Daemon. ver. 1.01. Daemon, jan. 2002. 32p. (arquivo PDF)
  5. Cassaro, Marcelo (2004). «Arkanun e Trevas». São Paulo: Trama Editorial. Dragão Brasil (106). 17 páginas. ISSN 1413-599X 
  6. DEL DEBBIO, Marcelo. Sistema Daemon. ver. 1.01. Daemon, jan. 2004. 32p. (arquivo PDF)
  7. a b DEL DEBBIO, Marcelo (2004). Trevas 3.5 ed. São Paulo: Daemon. 224 páginas. ISBN 85-87013-26-2 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]