Tricoma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura a estrutura equivalente dos mamíferos, veja Pelo.
Botão e pecíolo de uma espécie de Stylidium, mostrando tricomas que podem capturar e matar insectos. Observação feita ao microscópio óptico.

Tricomas são apêndices da epiderme presentes em diversos órgãos das plantas, constituindo seu indumento. Podem ser estruturas unicelulares; formadas por células em série; ou estruturas complexas ou não complexas com células especializadas, simples ou ramificadas. Podem ter origem no mesofilo ou nas epidermes. De maneira geral, são vistos como "pelos" ou pequenas "escamas" na superfície de folhas e caules.[1]

Função[editar | editar código-fonte]

Os tricomas podem ter função de proteção contra predadores (dificultando o acesso de pequenos ácaros e insetos aos tecidos macios das folhas ou causando sensação desagradável ao tato nos lábios e na língua de herbívoros de maior porte); podem estar associados à secreção de substâncias diversas (como em urtigas e plantas carnívoras); podem auxiliar na regulação de umidade e calor (como muitas plantas alpinas) ou até absorver directamente água nas folhas (como em Bromeliaceae); os pelos radiculares aumentam a superfície de absorção de água da raiz; podem ajudar na dispersão de sementes (algodão).

A sua estrutura está associada a cada uma destas funções, e há dezenas de variações em sua forma. A sua presença, densidade e morfologia são características úteis na identificação de muitas espécies.[1]

Tipos de tricoma[editar | editar código-fonte]

Existem vários tipos de tricomas:

  • Glandulares: secretam óleos, essências, enzimas, substâncias urticantes e acumulam nutrientes (laranja).
  • Secretores de sal: eliminam excesso de sal do organismo (exemplo: avicênia).
  • Pelos radiculares: tricomas da raiz que aumentam a sua superfície de absorção.
  • Coléteres: secretam mucilagem no ápice de alguns caules.
  • Hidátodos: secretam soluções aquosas de ácidos orgânicos.

Quanto à sua presença e densidade, as plantas ou seus órgãos podem ser classificados como:

  • Glabros: sem qualquer presença de tricomas;
  • Pubescentes: tricomas esparsos e curtos, conferindo, quando grandes e peludos, uma sensação de leve aveludamento e um certo desconforto;
  • Pilosos: quando curtos, porém densamente distribuídos na superfície, conferindo até mesmo colorações diferentes às folhas;
  • Hirsutos: quando longos e densos, praticamente ocultam a superfície da planta, determinando efetivamente sua coloração.

Referências

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Tricoma