Turgor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Restauração de um manjeiricão (Ocimum basilicum) pelo efeito da turgidez.
Diagrama ilustrativo do fenômeno plasmólise.

Turgor, em biologia, é a distensão da camada protoplásmica e da parede de uma célula vegetal pelo conteúdo líquido. O fenómeno que ocorre quando uma célula incha devido à pressão exercida pelos fluidos e o conteúdo celular nas paredes da célula..[1]

Esta pressão, dá a rigidez à planta, e pode ajudar a mantê-la ereta. Turgor pode também resultar no rompimento de uma célula.

O situação oposta é conhecida como plasmólise que é a retração do volume das células por perda de água. Este fenômeno se dá quando a célula é colocada em meio hipertônico.

Na medicina, é denominada turgência, a elasticidade normal da pele causada pela pressão exercida para fora dos tecidos e do fluido intersticial. Uma parte essencial da semiotécnica é a avaliação da turgência da pele.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Eduard Strasburger (Begründer), Peter Sitte (Bearbeiter), Elmar W. Weiler, Joachim W. Kadereit, Andreas Bresinsky, Christian Körner (Autoren): Lehrbuch der Botanik für Hochschulen. 35. Auflage. Spektrum, Heidelberg, Berlin 2002, ISBN 3-8274-1010-X.

Referências

  1. «Os Vegetais e a Água». Algo Sobre Vestibular e Concurso. Arquivado desde o original em 21 de novembro de 2012. Consultado em 21 de novembro de 2012. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Botânica é um esboço relacionado ao Projeto Plantas. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.