Tzazão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tzazão
Morte 533
Tricamaro
Nacionalidade Reino Vândalo
Etnia Vândala
Ocupação nobre
Denário de Gelimero (r. 530–534)

Tzazão (em latim: Tzazon; em grego: Τζαζων; m. 533) foi um nobre vândalo do século V, filho de Geilaro e irmão do rei Gelimero (r. 530–534). No final do verão de 533, Tzazão foi nomeado comandante de uma frota de 120 navios com 5 000 soldados que fora montada para retomar a Sardenha. Ao chegar na ilha, aportou em Caralis (Cálhari), capturou-a e derrotou Godas.[1] Para informar seu sucesso, enviou uma carta para o rei em Cartago, porém ela foi interceptada pelos soldados de Belisário, que desembarcou na África e capturou a capital vândala durante sua ausência.[2]

Tzazão foi reconvocado por Gelimero às pressas à África. Ele navegou pela costa da Mauritânia e Numídia e encontrou-se com seu irmão em meados de outubro nas planícies perto da cidade de Bula Régia. Ele e seus homens da expedição na Sardenha fizeram parte do efetivo vândalo estacionado em Tricamaro, onde comandou o centro do exército. Na batalha de meados de dezembro, foi repetidamente atacado pelo general bizantino João Troglita até ser morto.[3]

Referências

  1. Martindale 1992, p. 1347.
  2. Martindale 1992, p. 1347-1348.
  3. Martindale 1992, p. 1348.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Martindale, John R.; Jones, Arnold Hugh Martin; Morris, John (1992). The Prosopography of the Later Roman Empire - Volume III, AD 527–641. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press. ISBN 0-521-20160-8