Usuário(a):Nmfreire/Testes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Carlos Mota Cardoso
Pseudónimo(s) João Trambelo
Nascimento 19 de outubro de 1945
Vildemoinhos, Concelho de Viseu
Ocupação Médico Psiquiatra
Professor Universitário
Escritor

Carlos Mota Cardoso

Biografia[editar | editar código-fonte]

Proveniente de uma família remediada da classe média rural. O pai era funcionário público na cidade de Viseu, a mãe doméstica. Ambos ligados ao campo trabalhando a terra no contexto de numa agricultura de subsistência.

Frequentou a instrução primária em Vildemoinhos e o ensino secundário no Liceu Nacional de Viseu. Licenciou-se em medicina na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.

Mestre em Psicopatologia na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e Doutor em Psicologia na mesma Universidade.

Trabalhou no Hospital do Conde de Ferreira no Porto, unidade onde foi Director durante doze anos (1984 a 1996).

Em 1979 iniciou a actividade docente, leccionando a disciplina de Psicopatologia na Faculdade de Psicologia da Universidade do Porto, escola onde continua a colaborar com o estatuto de Professor Catedrático Convidado.

Colabora também com a Faculdade de Direito da Universidade do Porto (Escola Superior de Criminologia) com o estatuto de Professor Catedrático Convidado.

Foi durante oito anos (2004 a 2012) presidente do programa “Porto, Cidade de Ciência”, um projecto de parceria entre a Câmara Municipal do Porto, Universidade do Porto e demais instituições científicas da cidade, das quais se destacam o IBMC e o IPATIMUP.

Autor do programa “Porto Feliz” de 2004 a 2010, um projecto destinado à integração e inclusão dos toxicodependentes caídos nas malhas da exclusão.

Prémios e Condecorações[editar | editar código-fonte]

  • Galardoado pela Fundação Bial (Menção Honrosa do Prémio Bial 2000) pelo obra “Ao encontro da esquizofrenia pelos caminhos do delírio”.
  • Rotary Internacional - Rotary Club do Porto (Profissional do Ano Rotário 2005/2006)
  • Galardoado em 2006 pelo Sr. Presidente da República com a Ordem do Infante D. Henrique (Grande – Oficial). “Ordem honorífica portuguesa que visa distinguir a prestação de serviços relevantes a Portugal, no país ou no estrangeiro ou serviços na expansão da cultura portuguesa, sua história e seus valores”.
  • Medalha de Mérito Científico atribuída pela Junta de Freguesia de Ramalde – Porto, 2008
  • Medalha de Ouro (Grau Mérito). Câmara Municipal do Porto (2011)
  • Medalha de Mérito atribuída pela Ordem dos Médicos de Portugal (2016)

Obras Publicadas[editar | editar código-fonte]

Obras Técnicas[editar | editar código-fonte]

  • Os Caminhos da Esquizofrenia (2002): Climepsi Editores, Lisboa

Obras Biográficas[editar | editar código-fonte]

  • Nódoas na Alma (2008): Gradiva, Lisboa
  • Rui Rio – Raízes de Aço (2015), Editora Verso da História, Porto

Novela Ensaística[editar | editar código-fonte]

  • A Tirania da Erótica (2017), Labirinto de Letras, Lisboa

Ensaio[editar | editar código-fonte]

  • Na sombra de Camilo (2015), Editora da Santa Casa da Misericórdia do Porto
  • Libertar o silêncio da floresta – Ensaio sobre o sofrimento (2018): Ed. Fundação Eng. António de Almeida, Porto

Traduções[editar | editar código-fonte]

  • As Quatro Dimensões do Doente Depressivo (2011): de Francisco Alonso-Fernández): Gradiva, Lisboa
  • Áustrias Espanhóis – Filipes portugueses (2015) Gradiva, Lisboa
  • Dom Quixote e o seu labirinto vital (2016) Gradiva, Lisboa

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Em 15 de Junho de 2017, na cidade de Madrid, foi eleito Académico Correspondente Estrangeiro da Real Academia Nacional de Medicina de Espanha.