Vae victis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"Vae victis!" Breno joga a sua espada nas escalas. Ilustração por Paul Lehugeur

Vae victis é uma expressão latina que significa "Ai dos vencidos"[1], ou mais analiticamente, "triste sorte aquela reservada aos derrotados", pois os derrotados em batalha estão inteiramente entregues à misericórdia dos seus conquistadores e não devem esperar ou pedir leniência.

A maioria dos eventos relatados por historiadores antigos sobre o início da história romana são considerados lendas, com o saque gaulês de Roma sendo um dos primeiros eventos com que os estudiosos modernos possuem confiança de ter realmente acontecido, sem aceitar os vários incidentes pitorescos reportados pela tradição. De acordo com a tradição, em 390 a.C. um exército de gauleses liderados por Breno atacou Roma, capturando toda a cidade, a exceção do Monte Capitolino. Breno montou cerco contra o monte e finalmente os romanos pediram para pagar pelo resgate da cidade. Breno pediu 1 000 libras (329 kg) de ouro; os romanos aceitaram os termos.[2] De acordo com a vida de Camilo de Plutarco e Ab Urbe condita libri de Tito Lívio (livro 5, seções 34-49),[3][4] os gauleses trouxeram os próprios pesos usados para medidas e as balanças, que seriam usados para medir a quantidade de ouro. Os romanos trouxeram o ouro, mas clamaram que os pesos usados como medidas estavam manipulados favorecendo os gauleses. Os romanos reclamaram para Breno, que pegou a sua espada e lançou junto aos pesos, exclamando: "Vae victis!" Os romanos então precisaram trazer ainda mais ouro para contrabalancear o peso da espada adicionada. Lívio e Plutarco clamam que Camilo subsequentemente foi bem sucedido em derrotar os gauleses antes que o resgate fosse pago, entretanto Políbio, Diodoro Sículo e uma passagem posterior de Lívio contradizem isso.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Victis é a forma plural dativa de victus; As formas da frase no dativo singular são vae victo (masculino & neutro) & vae victae (feminino).
  2. a b Armstrong, Jeremy. Early Roman Warfare: From the Regal Period to the First Punic War (em inglês). [S.l.]: Pen and Sword. pp. 66–68. ISBN 9781473880160 
  3. «Livius, Titus. University of Virginia. E-Text Library. Ab urbe condita. Consultado em 28 de maio de 2019. Arquivado do original em 24 de março de 2005 
  4. Plutarco, Camilo 28