Vigilante 8: Second Offense

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vigilante 8: Second Offense
Produtora Luxoflux
Editora(s) Activision
Plataforma(s) Nintendo 64, Sega Dreamcast, PlayStation
Série Vigilante 8
Data(s) de lançamento Sony PlayStation
Sega Dreamcast
Nintendo 64
Gênero(s) Combate veicular
Modos de jogo Single-player, multiplayer
Número de jogadores Até 4 jogadores
Classificação Inadequado para menores de 13 anos i ESRB (América do Norte)
Média GD-ROM (Dreamcast)
CD (PlayStation)
Cartucho (Nintendo 64)
Idioma Inglês

Vigilante 8: Second Offense (também grafado Vigilante 8: 2nd Offense), assim como seu antecessor, é um jogo de combate veicular, sendo o segundo jogo da franquia Vigilante 8. O jogo foi criado pela Activision em associação com a Luxoflux. Muito semelhante à grande franquia Twisted Metal. tem versões para: Nintendo 64, Sega Dreamcast, PlayStation. É baseado basicamente em escolher um carro, e destruir seus oponentes em diferentes arenas fictícias.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

A história de Vigilante 8: Second Offense gira em torno de uma cooperativa internacional de petróleo do futuro conhecida como OMAR (Oil Regime Alliance Monopoly).

Depois de encontrar um bracelete eletrônico em um banheiro em um posto de gasolina, o ex-Vigilante Slick Clyde passou a ser controlado pela OMAR. Trabalhando através da hierarquia de comando, ele logo passou a ser o CEO da OMAR fazendo um monopólio completo sobre todos os negócios de petróleo do mundo com a única exceção dos Estados Unidos.

Com a ajuda de sua aluna e matadora, Obake, ele rouba a tecnologia para lhe permitir viajar através do tempo. Levando com ele Obake e o seu assassino cibernético, Dallas XIII, ele faz volta à década de 1970 para paralisar os Estados Unidos e trazer a OMAR à dominação total.

Aparecendo em 1970, os três veículos encontram logo de cara Convoy, o ex-líder dos Vigilantes. Ao vê-lo, os três carros abrem fogo.