Vincent Voiture

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vincent Voiture.jpg
Vincent Voiture, retrato anônimo do Século XVII (Le Mans, Museu de Tessé).

Vincent Voiture (Amiens, 1597Paris, 26 de maio de 1648) foi um cortesão muito popular nos salões. Homem mundano a quem a literatura era apenas um hobby, recusou-se a publicar suas obras em vida.[1]


Ele foi considerado muito hábil em gêneros poéticos menos como a epístola. Seus escritos são representativos do período de preciosidade . Sua poesia é rebuscado, maneirista e galante. Ele não publicou em forma de livro, mas seus versos e prosas (suas cartas publicadas após a sua morte) foram o deleite dos círculos sociais, foram copiadas, admirada talvez mais do que o trabalho de qualquer contemporâneo.


Ele fora introduzida cedo para o Hôtel de Rambouillet, onde se tornou um amigo próximo de Julie d'Angennes, a filha de Charles d'Angennes e Catherine de Vivonne, marquês e marquesa de Rambouillet. Sua ingenuidade no fornecimento de diversões para os membros do círculo garantiu sua popularidade, o que nunca foi seriamente ameaçado, exceto por Antoine Godeau.


Em 1634, fez parte da primeira Academia Francesa.[2]

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.