WSMO

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Web Service Modeling Ontology (WSMO) é um modelo conceitual para aspectos relevantes relacionados aos Web Services Semânticos. Ele fornece um modelo baseado em Ontologias que suporta a entrega e interoperabilidade dos Web Services Semânticos.

O WSMO possui quatro componentes principais:

  • Goals (Objetivos) - Os objetivos dos clientes ao consultarem um Web Service.
  • Ontologies (ontologias) - Uma descrição semântica formal da informação utilizada por todos os outros componentes.
  • Mediators (mediadores) - Conectores entre os componentes com possibilidades de mediação. Fornecem interoperabilidade entre diferentes ontologias.
  • WebServices - Descrição semântica dos Web Services. Pode incluir descrição funcional (Capacidade) e de utilização (Interface).

O grupo de trabalho WSMO, parte do ESSI, alinha os esforços de pesquisa e desenvolvimento na área de Web Services Semânticos entre vários projetos de pesquisa Europeus do FP6.

O grupo de trabalho WSMO compreende o grupo de trabalho WSML, cujo foco é o desenvolvimento de uma linguagem chamada Web Service Modeling Language (WSML) que formaliza a WSMO.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]