Weaver Adams

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde outubro de 2015). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Weaver Adams
Nome nativo Weaver Warren Adams
Nascimento 28 de abril de 1901
Morte 6 de janeiro de 1963 (61 anos)
Cedar Grove (Nova Jérsei)
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Instituto de Tecnologia de Massachusetts
Ocupação jogador de xadrez, autor

Weaver Warren Adams (Dedham, 28 de abril de 1901 - Cedar Grove, 6 de janeiro de 1963) foi um Mestre de xadrez americano, e um autor de aberturas de xadrez. Sua melhor performance foi no Campeonato Aberto de Xadrez dos Estados Unidos em 1948, tendo participado do Campeonato de Xadrez dos Estados Unidos cinco vezes.

Adams é primariamente famoso pelo seu argumento que o primeiro movimento no xadrez dá às brancas uma vantagem vitoriosa, com 1.e4, tendo apoiado esta teoria em vários livros e artigos de revistas, de 1939 até pouco antes de sua morte. Este argumento foi, no geral, ridicularizado pelo mundo do xadrez.[1] Porém, Hans Berliner em 1999 apoiou Adams, e também propôs similarmente que as brancas possuem uma vantagem vitoriosa, embora com 1.d4.

Adams não conseguiu provar a validade de sua teoria em seus próprios jogos, sendo que seus resultados foram afetados visto que ele havia publicado sua análise dos supostos movimentos de surpresa das brancas, e portanto, negando o elemento de surpresa a seus oponentes, e permitindo que estes preparassem contra-ataques.

Referências

  1. Berliner, Hans (1999). The System: A World Champion's Approach to Chess. [S.l.]: Gambit Publications. ISBN 1-901983-10-2 
Ícone de esboço Este artigo sobre enxadrismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.