Andar (arquitetura)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Empire State Building, arranha-céu com 102 andares.

Um andar na arquitetura é um nível de um prédio acima (ou abaixo) do chão.

Prédios são geralmente classificados pela quantidade de andares que eles contêm. Prédios residenciais variam de três ou quatro andares a vinte andares, dificilmente ultrapassando essa marca. Os arranha-céus mais altos, entretanto, podem até ultrapassar 100 andares. Edifícios com muitos andares podem conter diversos sistemas de segurança como sprinklers e escadas de incêndio.

A altura de cada andar está baseada na altura do teto nos cômodos e na grossura do pavimento que separa dois andares. Geralmente, essa altura gira em torno dos 3 metros. Andares em um mesmo edifício não precisam necessariamente ter todos a mesma altura - o lobby é normalmente bastante espaçoso, por exemplo.

Algumas casas possuem um andar extra como um ático, um porão ou ambos.

Existem também estacionamentos com diversos andares.

Numeração[editar | editar código-fonte]

Numeração de andares é um sistema de numeração utilizado para andares de um prédio que varia de acordo com o nome dado ao "primeiro andar" e aos níveis subterrâneos.

Numeros de quartos (como em hotéis) ou salas (em edifícios comerciais) geralmente iniciam-se pelo número do andar.

Botões de elevador são marcados com os números dos andares, utilizando normalmente os algarismos arábicos e braile.

Há uma grande confusão devido às duas formas distintas de numeração utilizadas no mundo.

Sistema Inglês[editar | editar código-fonte]

Na maior parte da Europa continental, assim como na Grã-Bretanha, a maior parte da Comunidade das Nações e América Latina, o andar térreo é simplesmente chamado por esse nome e o andar acima deste é o primeiro andar, o que mantém o padrão de construção europeu utilizado desde a construção de palácios. Por exemplo, em francês, o termo utilizado para o andar térreo é rez de chaussée que é numerado zero. Em espanhol ele é conhecido como planta baja, porém no Chile e no Peru, esse nome pode também ser substituído por primer piso.

Sistema Americano[editar | editar código-fonte]

Painel de controle de um elevador com numeração no sistema americano e sem os andares 0, 4, 13 e 14 em Xangai.

Utilizado proeminentemente nos Estados Unidos e no Canadá (com a exceção do Québec; entretanto, rez-de-chaussée e premier étage agora são conhecidos como equivalentes), o andar térreo é geralmente, mas não sempre, o primeiro andar e o andar acima deste é o segundo andar. Esse sistema também é utilizado na Rússia, partes da Escandinávia exceto Dinamarca e em alguns países da antiga União Soviética.

China, Taiwan e Japão seguem o sistema americano utilizando, porém, números cardinais ("1 Andar", "2 Andar") ao invés de ordinais ("1º Andar", "2º Andar").

Particularidades[editar | editar código-fonte]

Em português existe outra palavra para a contagem dos patamares de uma casa ou edifício, é ela a palavra piso. O 1.º piso (ou piso 1) é equivalente ao rés-do-chão, o 2.º piso equivalente ao 1.º andar, e assim por diante. Esta diferença na contagem tem por base o caminhar(/andar) exigido para que se chegue ao próximo patamar (no caso dos andares), e o piso significa o primeiro patamar que se pisa ao entrar num edifício. Quando os andares vão para baixo a numeração dos pisos percorre no sentido negativo: piso -1 (equivalente à 1.ª cave), piso -2, piso -3, etc.

Geralmente, os andares abaixo do térreo são designados por letras ao invés de números. A letra G (de garagem) é a mais comumente aplicada. O térreo pode ser designado também pela letra T no Brasil, e por r/c (Rés-do-Chão) em Portugal.

Edifícios americanos e canadenses tipicamente omitem o 13º andar no seu sistema de numeração devido às superstições que cercam esse número. A numeração pode pular do 12 ao 14 ou pode ser dado um outro nome ao 13º andar.

Em chinês e línguas relacionadas, como o som do número 4 é muito parecido com o da palavra morte, costuma-se pular esse andar, principalmente em hospitais e edifícios comerciais.

Na Romênia são utilizados os números romanos para andares em elevadores mais novos.