Axur, re d'Ormus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Axur, re d'Ormus (título em italiano, significa Axur, rei de Ormuz) é uma ópera tragicômica, com libreto de Lorenzo da Ponte e música de Antonio Salieri.[1]

Sua primeira execução foi em Viena, em 8 de janeiro de 1788.[1] O sucesso desta ópera, seguido da morte de Giuseppe Bonno, elevou Salieri ao posto de Imperial Kapellmeister do imperador José II.[2]

Personagens[editar | editar código-fonte]

Os personagens da ópera são:[1]

  • Atar, general do exército de Axur, e marido oculto de Aspasia ... tenor
  • Aspasia, irmã de Altamor ... soprano
  • Axur, rei de Ormuz, amante não correspondido de Aspasia ... barítono
  • Altamor, confidente do rei e inimigo de Atar, desconhece que Atar é casado com Aspasia ... baixo
  • Arteneo, sacerdote ... barítono
  • Fiammetta, escrava de Axur ... soprano
  • Biscroma, escravo favorito do rei ... tenor
  • Urson, capitão da guarda ... baixo
  • Elamir, filho dos áugures ... contratenor
  • Arlecchino, Brighella, Smeraldina (personagens arlequins do quarto ato)
  • Escravos, escravas e o povo de Ormuz

Na cultura popular[editar | editar código-fonte]

A cena final desta ópera é apresentada no filme Amadeus.[3]

Referências

  1. a b c Libreto da ópera, site www.librettiopera.it [em linha] (em italiano)
  2. site www.classical-music.com
  3. Antonio Salieri, site www.mannheimer-mozartorchester.de (em alemão)