Nemes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Máscara funerária de Tutancâmon na qual está representado o nemes.

Nemes era um toucado usado pelos reis do Antigo Egito desde o Império Antigo até à época ptolemaica.

Era feito com linho ou talvez em alguns casos com couro. Cobria a cabeça do rei, possuindo umas abas simétricas que caíam sobre ombros. Na parte posterior o tecido era amarrado com recurso a uma espécie de trança. As cores mais comuns eram o amarelo-ouro e o lápis-lazúli, apesar dos Textos das Pirâmides aludirem à sua cor branca, associada à deusa Nekhbet, padroeira do Alto Egipto. A parte da testa era decorada com o uraeus, uma serpente que representava Uadjit, deusa tutelar do Baixo Egipto; acreditava-se que o uraeus era capaz de proteger o rei dos seus inimigos.

O primeiro rei que se conhece representado com o nemes é Djoser da III Dinastia egípcia. O nemes surge quer em representações do rei vivo, quer nas do rei falecido. Está também presente na Esfinge do Planalto de Guizá.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]