Pacaembu (São Paulo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Pacaembu
"PAC"
PacaembuSP.JPG

Bandeira de Pacaembu
Brasão de Pacaembu
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 2 de abril
Fundação 25 de dezembro de 1947
Gentílico "pacaembuense"
Prefeito(a) Maciel Corpa ([PP])
(2013–2016)
Localização
Localização de Pacaembu
Localização de Pacaembu em São Paulo
Pacaembu está localizado em: Brasil
Pacaembu
Localização de Pacaembu no Brasil
21° 33' 43" S 51° 15' 39" O21° 33' 43" S 51° 15' 39" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Presidente Prudente IBGE/2008[1]
Microrregião Adamantina IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Irapuru, Flora Rica, Flórida Paulista, Mirandópolis e Lavínia
Distância até a capital 617 km
Características geográficas
Área 339,722 km² [2]
População 12 934 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 38,07 hab./km²
Altitude 415 m
Clima Subtropical, com verões quentes e invernos amenos. Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,763 alto PNUD/2000[4]
PIB R$ 93 660,022 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 6 850,50 IBGE/2008[5]
Página oficial

Pacaembu é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 21º33'44" sul e a uma longitude 51º15'38" oeste, estando a uma altitude de 415 metros. Segundo fontes do IBGE 2010, sua população é de 12.934 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

O local foi colonizado a partir da chegada da estrada de ferro "paulista", que atingiu a região na década de 1940. Tendo os imigrantes japoneses e italianos como seus principais colonizadores, Pacaembu surgiu da união de quatro povoados, Esplanada, Guaraniúva, Sumatra e Alto Iracema. A principal família italiana fundadora do município foi a família Cavicchioli.

Recebeu o título de município em 2 de abril de 1949.

Pacaembu tem como padroeira Nossa Senhora das Graças.

Reza a lenda que o nome de Pacaembu surgiu em uma discussão entre os representantes de cada um dos povoados da cidade na escolha do nome do município. Um deputado que intermediava a conversa e tinha acabado de assistir um jogo do Corinthians no Pacaembu falou que a gritaria e a bagunça estavam mais alta que a torcida corintiana no estádio. Os representantes gostaram do nome e resolveram adotar como o nome do município mais querido do Brasil. Há quem diz também que na região existia muitos animais chamados de Paca e também havia uma fruta chamada Embú, da união dos nomes surgiu Pacaembu.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Possui uma área de 339,722 km².

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2010

População total: 12.934

  • Urbana: 9.745
  • Rural: 3.189
  • Homens: 7.450
  • Mulheres: 5.484

Densidade demográfica (hab./km²): 36,85

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 18,15

Expectativa de vida (anos): 70,04

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,31

Taxa de alfabetização: 86,35%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,763

  • IDH-M Renda: 0,687
  • IDH-M Longevidade: 0,751
  • IDH-M Educação: 0,852

(Fonte: IPEADATA)

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Educação[editar | editar código-fonte]

Há em Pacaembu, atualmente, quatro escolas:

  • EE Profº Joel Aguiar (Ensino fundamental e Ensino Médio)
  • EMEF Manoel Texeira Júnior (Ensino Fundamental)
  • EMEI Dr. José Francisco Ferreira (Educação pré-primária)
  • COPAC (Ensino Fundamental e Ensino Médio) (Escola Particular)

Administração[editar | editar código-fonte]

Site da Prefeitura Municipal de Pacaembu SP: http://www.pacaembu.sp.gov.br/

Site da Câmara Municipal de Pacaembu SP: http://www.camarapacaembu.sp.gov.br/

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]