Stoa de Átalo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Stoa de Átalo reconstruída.
Vista da galeria.

A Stoa de Átalo é uma das mais impressionantes stoas da Grécia antiga, localizada na antiga Ágora de Atenas. Foi construída pelo rei Átalo II de Pérgamo, e recebeu dele o nome.

Estrutura típica da era helenística, esta stoa era um dos maiores edifícios da antiga Atenas. Mede 115 x 20 m e é feita de mármore pentélico e pedra calcária. Seu estilo misto faz um uso eficaz das diversas ordens gregas. A ordem dórica foi usada para a colunata externa e a ordem jônica para as colunas internas, combinação comum desde o período clássico. No primeiro andar as ordens são jônica no exterior e pergamenha no interior. Cada andar tem duas alas e vinte e uma salas. Escadarias nas duas extremidades fazem a ligação entre os andares.

A Stoa de Átalo foi um presente à cidade de Atenas em gratidão pela educação recebida lá pelos pergamenhos, como indica uma inscrição na fachada. O edifício foi muito usado até sua destruição pelos hérulos em 267. Na década de 1950 foi completa e fielmente restaurada e transformada no Museu da Antiga Ágora, com fundos providos pela família Rockefeller. O Tratado de Admissão de 2003 de dez países europeus à União Européia foi assinado ali em 16 de abril de 2003.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Stoa de Átalo