Émile Henriot (químico)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Émile Henriot
Nascimento 2 de julho de 1885
Morte 1 de fevereiro de 1961 (75 anos)
Nacionalidade Francês
Campo(s) Química

Émile Henriot (2 de julho de 18851 de fevereiro de 1961) foi um químico francês.

Notabilizou-se por ter sido o primeiro a demonstrar que o potássio e o rubídio são naturalmente radioativos.

Conferência de Solvay sobre física em Bruxelas, 1951. Da esquerda para a direita, sentados: Crussaro, Norman Percy Allen, Yvette Cauchois, Borelius, William Lawrence Bragg, Christian Møller, Sietz, John Herbert Hollomon, Frank; fila do meio: Gerhart Rathenau,(nl) Koster, Erik Rudberg,(sv), Flamache, Goche, Groven, Egon Orowan, Jan Burgers, William Bradford Shockley, André Guinier, C.S. Smith, Ulrich Dehlinger, Laval, Émile Henriot; fila superior: Gaspart, Lomer, Alan Cottrell, Georges Homes, Hubert Curien

Desenvolveu métodos para gerar grandes velocidades angulares.

Foi pioneiro no estudo dos microscópios eletrônicos. Também estudou birrefringência e vibração molecular.

Doutorado em física na Sorbonne, Paris, orientado por Marie Curie.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • L. Marton (1961). «Obituaries: Prof. E. Henriot». Nature. 190. 861 páginas. doi:10.1038/190861a0 
  • Biographie Nationale publiée par L’Académie Royale des Sciences, des Lettres et des Beaux-Arts de Belgique, Établissements Émile Bruylant: 1866-1986, vol. 12 (suppl.), col 421-423.
  • Acad. Roy. Belg. Ann., 1964, 130, pp. 47-59.
  • Acad. Roy. Sci. Bull. Cl. Sci., 1961, 47, p. 680.
  • Le Radium, 1908, 5, pp. 41-46