Índice Big Mac

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde fevereiro de 2017).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Se procura um hambúrguer, veja Big Mac.

O Índice Big Mac, oficialmente Big Mac Index é um índice calculado sobre o preço do Big Mac em mais de cem países, criado em 1986 e é calculado pela The Economist, tendo como foi criado para explicar um conceito econômico chamado paridade de poder de compra. [1]

Metodologia[editar | editar código-fonte]

Pelo conceito de Paridade de Poder de Compra, a longo prazo o mercado de câmbio deveria se ajustar para que o valor de um dólar fosse equivalente em qualquer país, O princípio é que o Big Mac da cadeia de fast food McDonald's é feito com os mesmos ingredientes em quase todos os lugares pesquisados[1], inclusive a margem de contribuição por produto. Se houvesse paridade, o preço de um Big Mac, deveria ser o mesmo em todo o mundo em dólares

  • Exemplo: Se um sanduíche em determinado país for mais barato do que nos EUA, a moeda está desvalorizada em relação ao dólar. Caso contrário, se o sanduíche for mais caro que nos EUA, a moeda está valorizada. Entre os países pesquisados [1]

Existe também uma forma alternativa de se analisar o índice Big Mac: observa-se o tempo de trabalho necessário em diferente países para se comprar um Big Mac.

Pode-se verificar que para se comprar um Big Mac no Brasil o trabalhador médio necessita trabalhar por aproximadamente 40 minutos. [carece de fontes?]

Big Mac Mais caros [2]

  1. Suiça - US$ 6,76 (CHF 6,50)
  2. Noruega - US$ 6,24 (49,00)
  3. Suécia - US$ 6,12 (49,10)
  4. Estados Unidos - US$ 5,28 (5,28)
  5. Canadá - US$ 5,26 (6,55)
  6. Brasil - US$ 5,11 (16,50 BRL)

Big Macs Mais Baratos [2]

  1. Ucrânia - US$ 1,64 (47,00)
  2. Egito - US$ 1,93 (34,21)
  3. Malásia - US$ 2,28 (9,00)
  4. Rússia - US$ 2,29 (130 RUB)
  5. Taiwan - US$ 2,33 (69,00)
  6. África do Sul - US$ 2,45 (30,00)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. a b c «Índice Big Mac mostra que real é a quinta moeda mais cara do mundo - Notícias - UOL Economia». UOL Economia 
  2. a b «The Big Mac index». The Economist (em inglês). Consultado em 20 de março de 2018.