11.6

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
11.6
11.6
11.6 - Desvio de Milhões (PT)
O Grande Assalto 11.6 (BR)
 França
2013 •  cor •  102 min 
Direção Philippe Godeau
Produção Pan-Européenne
Roteiro Philippe Godeau
Agnès de Sacy
Elenco François Cluzet
Bouli Lanners
Corinne Masiero
Juana Acosta
Gênero Drama, Thriller
Música Valérie Lindon
Cinematografia Michel Amathieu
Edição Thierry Derocles
Distribuição Wild Bunch
Lançamento França 3 de abril de 2013
Estados Unidos 21 de abril de 2013
Idioma Francês
Página no IMDb (em inglês)

11.6 (O Grande Assalto 11.6 (título no Brasil) ou 11.6 - Desvio de Milhões (título em Portugal)) é um filme francês co-escrito, produzido e dirigido por Philippe Godeau, lançado em 2013. Baseado na história real de Toni Musulin, um guarda de segurança envolvido em um caso de desvio de fundos.[1]

Sinópse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Em París, o guarda de segurança Toni Musulin trabalhou como motorista de caminhão blindado na empresa IBRIS por dez anos. Ele vive um casamento sem amor com Marion e trabalha com seu melhor amigo Arnaud. Seu salário é baixo e Toni normalmente trabalha horas extras para aumentar sua renda. Um dia, Toni descobre que sua hora extra está sendo calculada mal e tenta discutir o assunto com seu chefe arrogante que não se preocupa nem um pouco à sua reclamação e humilha-o. Toni busca vingança contra seu chefe tramando um assalto a empresa IBRIS e explorando a fragilidade dos sistemas de segurança. Ele rouba 11,6 milhões de Euros, que são transportados em seu caminhão blindado.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
François Cluzet Toni Musulin
Bouli Lanners Arnaud
Corinne Masiero Marion
Juana Acosta Natalia
Johan Libéreau Viktor
Mireille Franchino Svetlana

Principais prêmios e nomeações[editar | editar código-fonte]

Globo de Cristal 2013 ( Estados Unidos)

  • Indicado nas categorias: Melhor Diretor (Philippe Godeau).

Prêmio Magritte 2013 ( Bélgica)

  • Indicado nas categorias: Melhor Ator Coadjuvante (Bouli Lanners).

Referências

  1. «Roubou 11 milhões, mas entregou-se». Jornal de Notícias. 16 de novembro de 2009. Consultado em 30 de dezembro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]