A Árvore da Vida, Stoclet Frieze

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


A Árvore da Vida, Stoclet Frieze
Autor Gustav Klimt
Data 1909
Técnica Óleo sobre tela
Dimensões 195  × 102 
Localização Museu de Artes Aplicadas, Viena

A Árvore da Vida, Stoclet Frieze (em francês: L'Arbre de Vie, Stoclet Frieze) é uma pintura a óleo sobre tela do pintor simbolista austríaco Gustav Klimt, datada de 1909. Apresenta um estilo Art Nouveau (Moderno), num género de pintura simbólica.[1] Encontra-se no Museu de Artes Aplicadas, Viena.[2]

Esta pintura é um estudo para uma série de três mosaicos criado por Klimt, para cumprir um contrato de 1905-1911 com o Palácio Stoclet em Bruxelas, Bélgica. Os mosaicos foram criados no Último Período do artista, e mostram Árvores da Vida com os ramos enrolados, uma figura feminina de pé, e um casal abraçado. Os mosaicos estão espalhados pelas paredes da sala de jantar do Palácio, juntamente com duas secções figurativas posicionadas em lados opostos.[3]

A icónica pintura iria servir de inspiração à fachada exterior da "New Residence Hall" (também chamada de "Tree House"), uma residência escolar de 21 andares no Massachusetts College of Art and Design em Boston.[4]

Referências

  1. Gustav Klimt By Jane Rogoyska, Patrick Bade, ISBN 1-7804-2729-8
  2. Museu Austríaco de Artes Aplicadas
  3. Klimt Museum
  4. «MassArt Residence Story: This is the house that collaboration built». MASCO: Medical Academic and Scientific Community Organization. MASCO, Inc. Consultado em 24 de dezembro de 2013. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre pintura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.