A Modern Utopia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Modern Utopia é um romance de H.G.Wells lançado originalmente no ano de 1905. Por causa da complexidade e sofisticação de sua estrutura narrativa, a obra foi chamada de "não tanto uma moderna como uma utopia pós-moderna".[1] O romance é mais conhecido por sua noção de que uma ordem voluntária de nobreza conhecida como Samurai poderia efetivamente governar um estado mundial "estado cinético e não estático"[2] de modo a resolver "o problema de combinar o progresso com a estabilidade política".[3]

Referências

  1. Michael Sherborne, H.G. Wells: Another Kind of Life (Peter Owen, 2010), p. 165.
  2. H.G. Wells, A Modern Utopia, ed. Mark R. Hillegas (Lincoln: University of Nebraska Press, 1967), p. 75. Wells first introduces the term "World State" three pages earlier, in §1 of Ch. 3. The notion of a samurai order was suggested to him by Nitobe Inazo's Bushido (1900). Michael Sherborne, H.G. Wells: Another Sort of Life (Peter Owen, 2010), p. 165.
  3. H.G. Wells, A Modern Utopia, ed. Mark R. Hillegas (Lincoln: University of Nebraska Press, 1967), p. 271 (Ch. 9, §3).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre ficção científica e fantasia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.