Abas (cidade)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outro significado de Abas, veja Abas.

Abas ou Abae é uma cidade da Grécia Antiga onde se abrigava um dos Oráculos de Apolo, Abaeus,[1] um dos muitos consultados por Croesus, rei da Lydia,[2] [3] e Mardonius, entre outros.[4] .

Localizada em uma região sagrada chamada Fócida, entre a Tessália e a Beócia, região esta que também abrigava o Parnaso e o Templo de Delfos. Pilhada pelos persas, foi parcialmente restaurada pelo imperador Adriano.

Segundo a mitologia grega, o fundador da cidade foi Abas, filho de Linceu.

Referências

  1. Schmitz, Leonhard (1867). "Abaeus". In: Smith, William. Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology 1 (Boston [s.n.]). p. 1. 
  2. Herodotus i.46
  3. Hesychius of Alexandria. s.v. Ἄβαι; Pausanias, Description of Greece x. 35. § 1, &c.
  4. Bell, Robert E. (1989). Place-Names in Classical Mythology ABC-CLIO [S.l.] p. 1. ISBN 0-87436-507-4. 
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Grécia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Abas (cidade)