Adolph Alfred Stern

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Adolph Alfred Stern
Nascimento 30 de dezembro de 1879
Riga
Morte 1929 (50 anos)
Ocupação arquiteto

Adolph Alfred Stern (Riga, 30 de dezembro de 1879Porto Alegre, 1929) foi um educador, professor, arquiteto e engenheiro letão que realizou inúmeros trabalhos no Rio Grande do Sul, no início do século XX.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Prédio da Companhia Força e Luz, 1928.

Com dois anos emigrou para São Leopoldo, onde fez o curso ginasial no colégio jesuíta.[1] Ali se empregou como subalterno e depois como professor. Logo em seguida, depois de uma rápida passagem por Livramento, foi contratado para lecionar no Colégio Júlio de Castilhos.[1]

Em paralelo ao seu trabalho de professor, formou-se na Escola de Engenharia de Porto Alegre, no curso de Estradas em 1909, depois em Arquitetura e Hidráulica, no ano seguinte.[1]

Em 1910 iniciou como docente na mesma Escola, onde faria uma carreira exitosa e seria o responsável por diferentes matérias.[2] Em 1912 foi enviado à Itália a fim de estudar arquitetura e engenharia.[1] Na volta abriu seu escritório próprio de arquitetura e construção.[1]

Entre seus vários projetos se destacam a Rádio da Universidade, entre 1920 e 1921, inicialmente destinado a sediar a Seção de Meteorologia do Instituto Astronômico e Meteorológico da Escola de Engenharia; e o prédio da Companhia Força e Luz, de 1928, realizou o projeto desta drenagem do Instituto de Experimental de Agricultura, junto com o professor Lúcio Esteves[3].

Em 1928, chegou ao Conselho Municipal de Porto Alegre.[2]

Foi homenageado com nome de rua em Porto Alegre, rua Engenheiro Adolfo Stern, e com o nome de uma estação ferroviária em Uruguaiana, em 1930[4][5].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.