Afonso Rodrigues Adorno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Afonso Rodrigues Adorno (nascido no século XVI, (15901665)[1] ) foi um sertanista brasileiro.

Filho de Álvaro Rodrigues, esteve na Índia em 1604 ou 1605[1]. Foi descendente de Caramuru[2][1]

Capitão dos índios das aldeias da Cachoeira e seu administrador, por provisão do Governador-geral Diogo Botelho, em 9 de dezembro de 1607. Capitão maior em 1629, teve uma entrada legitimada pelo governador geral Diogo Luiz de Oliveira[3].

Teve um filho, Gaspar Rodrigues Adorno, e outro do mesmo nome, Afonso Rodrigues Adorno, capitão de bandeira contra os índios Maracás na serra do Orobó, por patente do Governador-geral D. Fernando de Mascarenhas, Conde da Torre, em 25 de julho de 1639. Foi morto pelo dito gentio.

Referências

  1. a b c Neves, Juliana Brainer Barroso (2008). «Colonização e Resistência no Paraguaçu – Bahia, 1530 – 1678» (PDF). Recife. Consultado em 4 de novembro de 2011  line feed character character in |título= at position 41 (ajuda)
  2. Hemming, John; MOURA, Carlos Eugênio Marcondes de (1978). Ouro Vermelho: A Conquista dos Indios Brasileiros. São paulo: EDUSP. p. 240. ISBN 9788531409608 
  3. Siering, Friedrich Câmera (2008). «Conquista e Dominação dos Povos Indígenas:Resistência no Sertão dos Maracás (1650-1701)» (PDF). Salvador. Consultado em 4 de novembro de 2011 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.