Aiwass

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Aiwass (escrito também como Aiwas) é referida como a figura que ditou o trabalho a Aleister Crowley nos três dias de escritura do Livro da Lei em 1904.[1] Detalhes desses eventos são dados no capítulo 7 do Equinócio dos Deuses. É impossível discutir sobre Aiwass sem se referir ao Livro da Lei, pois é através desse trabalho que aprendemos sobre a natureza de Aiwass. É certo que o Liber AL fora escrito em um estilo complentamente diferente do estilo de Crowley. Um cuidadoso estudo desse trabalho revelou que ele está repleto de chaves cabalísticas e outros mistérios, muitos dos quais ainda permanecem insolúveis. Esse quebra-cabeças associado ao rítmo precipitado da caneta de Crowley tornou quase certo que o trabalho viera de alguma forma de inteligência superior comunicando a mensagem de novo aeon através de Crowley. Essa inteligência é Aiwass.

Aiwass declara-se ser o ministro de Hoor-paar-kraat, um deus dos antigos egípcios conhecido como Harpocrates. Harpocrates é uma forma do deus Horus representado como uma criança inocente. Sua mãe é Nut ou Nuit no Liber AL. Essa atribuição enfatiza mais ainda a função de Aiwass na entrega da palavra da Criança Coroada e Conquistadora.

Aleister Crowley acreditava que Aiwass tinha sido um dos Mestres Secretos da A∴A∴. Crowley eventualmente também considerou Aiwass ser seu Sagrado Anjo Guardião.[2]

"Vê! é revelado por Aiwass o ministro de Hoor-paar-kraat." - Liber AL vel LEGIS I:7

Gematria[editar | editar código-fonte]

Segundo o Equinócio dos Deuses, Aiwass pode ser escrito de duas maneiras diversas: Aiwass ou Aiwas. A primeira forma possui soma guemátrica de 418, e a segunda de 93.

Referências

  1. - Joshean Gunn, Modern Occult Rethoric, The University of Alabama Press, (2005), ISBN 978-0-8173-5656-9
  2. *Crowley, Aleister (1996). The Law is for All. [S.l.]: New Falcon Publications. p. 29. ISBN 1-56184-090-4