Nut

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Nut (desambiguação).
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo.
Por favor, adicione mais referências inserindo-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Nut
W24 t
N1
Parentesco Tefnut e Shu
Cônjuge Geb, Hadit
Filho(s) Osíris, Isis, Seth, Néftis, Hórus

Nut ou Nuit é uma deusa egípcia. Representava o céu e era significativamente invocada como a mãe dos deuses.

Culto[editar | editar código-fonte]

No túmulo de Tutancâmon foi encontrado junto a sua múmia um peitoral no qual era invocado a proteção desta deusa: “Nut minha divina mãe, abre tuas asas sobre mim enquanto brilharem nos céus as imorredouras estrelas”.

Iconografia[editar | editar código-fonte]

É muitas vezes representada sob a forma de uma vaca, por alusão a uma metamorfose pela qual teria passado espontaneamente . Em outros momentos era representada por uma belíssima mulher, trazendo o disco solar ornando sua cabeça.

Com o seu corpo alongado, coberto por estrelas, forma o arco da abóbada celeste que se estende sobre a terra. É como um abraço da deusa do céu sobre Geb, o deus da Terra.

Família[editar | editar código-fonte]

O deus Khepera criou-se a partir da matéria primordial ao dizer seu próprio nome, em seguida ele procriou os deuses Shu e Tefnut, formando a primeira trindade.[1] De Shu e Tefnut nasceram Geb [Nota 1] e Nut.[1][2]

Nut, esposa de Geb,[3] foi a mãe de Osíris,Seth,[Nota 2] Ísis e Néftis, em um único parto.[1] Osiris e Isis já se amavam no ventre da mãe e a maldade de Seth logo ficou evidente quando, ao nascer, este rasgou o ventre da mãe.

Orus também foi um de seus filhos.

Notas e referências

Notas

  1. No texto de Wallis Budge, Geb é escrito como Seb
  2. No texto de Wallis Budge, Seth é escrito como Sut.

Referências

  1. a b c Wallis Budge, Egyptian Ideas of Future Life (1900), Chapter I, The Belief in God Almighty [em linha]
  2. Textos das Pirâmides, 1. NUT AND THE DECEASED KING, UTTERANCES 1-11, 5c-5d na tradução por Samuel A. B. Mercer
  3. Textos das Pirâmides, 8. THE DECEASED KING TRIUMPHS OVER HIS ENEMIES AND IS RECOGNIZED BY THE GODS, UTTERANCES 260-262, 316a na tradução por Samuel A. B. Mercer (O Geb, bull of Nut)
Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia egípcia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.