Neite

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2010). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Neite
n
t
R25B1
Nascimento
adorado em Saís

Neite (em grego clássico: Νηΐθ; transl.: Neith; em egípcio: nt) é a deusa da guerra e da caça, criadora de Deuses e homens, divindade funerária e deusa inventora.

Neite, também chamada Tehenut, é uma antiga Deusa egípcia cujo culto provém do período pré-dinástico, na qual tinha forma de escaravelho, depois foi deusa da guerra, da caça e deusa inventora. Platão afirmou que em Saís, Atena fundia-se com Neite, pelos atributos da guerra e da tecelagem, e tinham um mesmo animal simbólico, a coruja.[1]

Em seu aspecto funerário, é a Deusa protetora dos mortos: quem inventou o tecido (se converte em patrona dos tecedores) que oferece tanto às vendas, quanto o sudário aos mortos.

Iconografia[editar | editar código-fonte]

Representada como uma mulher por vezes com coroa vermelha do Baixo Egito ou com o escudo e arcos. Também foi representada como coruja, escaravelho, abelha, vaca, peixe, com cabeça de leoa, e às vezes dando de mamar a um crocodilo (Sobeque).

Referências

  1. Nota de Forbes, Clarence Allen IN Materno, Júlio Fírmico. «The error of the pagan religions». books.google.com 
Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia egípcia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.