Heket

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Heqet em hieroglifos é
Hq
t
I7

Para os egípcios, o sapo era um símbolo de vida e fertilidade, já que milhões deles nasciam após a inundação anual do Nilo, que trazia fertilidade para as terras que de outra forma seriam áridas. Consequentemente, na mitologia egípcia, começou a haver uma deusa-rã, que representava a fertilidade, referida pelos egiptólogos como Heqet (também Heqat, Hekit, Heket etc., e mais raramente Hegit, Heget etc.),[1] escrito com o determinante sapo.[2]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Armour, op.cit., p.116
  2. Erman, op.cit. vol. 3, 169.10
  • Robert A. Armour, Gods and Myths of Ancient Egypt, American Univ. in CairoPress 2001
  • Erman, Johann Peter Adolf, and Hermann Grapow, eds. 1926–1953. Wörterbuch der aegyptischen Sprache im Auftrage der deutschen Akademien. 6 vols. Leipzig: J. C. Hinrichs’schen Buchhandlungen. (Reprinted Berlin: Akademie-Verlag GmbH, 1971).