Qetesh

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Qetesh
Qātiša
Estela de calcário com os deuses Mim, Qetesh e Rexefe. 19ª dinastia
Outros nomes Qadesh, Qedesh, Qetesh, Kadesh, Kedesh, Kadeš ou Qades
Nascimento
Cadexe

Qetesh é uma deusa do panteão egípcio, de origem semítica, adotada ainda na Idade do Bronze da religião de Canaã e introduzida no panteão egípcio durante o Novo Império. Era a deusa da fertilidade, do prazer sexual e do êxtase, tendo sido muito popular.

Nome[editar | editar código-fonte]

O nome, provavelmente, era vocalizado pelos egípcios como *Qātiša, da origem semítica Q-D-Š, que significa 'sagrado'. A cidade que a cultuava era Kadesh, na atual Síria.[1] Qetesh costumava ser representada mostrando a face de frente, contrariando a convenção artística egípcia e era comumente associada com o deus Mim, deus da virilidade, como sua consorte.[2][3]

Representação[editar | editar código-fonte]

Qetesh é normalmente associada a Anat, Astarte e Aserá. Ela também tem alguns elementos normalmente associados às deusas de Micenas, deusas minoicas de Creta e com deusas relacionadas ao comércio de minérios em Dilmun. Em algumas versões de sua representação, ela é associada ao lado do deus Mim e Rexefe, outro deus de origem síria. Ela costumava ser representada em nu frontal, com a figura de um leão, associado a Mim. Na mão uma cobra e na outra um buquê de flores de lótus, que eram símbolos associados aos mitos de criação.[3]

Qetesh usando a coroa de Hator junto de um leão; em sua mão uma flor de lótus e uma cobra, sendo flanqueada por Mim à esquerda e Rexefe à direita. (Louvre)

Deusa tripla[editar | editar código-fonte]

Qudshu-Astarte-Anat é a representação de uma única deusa que é a combinação de três: Qetesh (Qudshu), Astarte e Anat. Era uma prática comum entre os egípcios e o cananeus de fundir diferentes divindades através do sincretismo religioso, tornando-os um. A Estela de Deusa Tripla mostra a deusa Qetesh com a inscrição "Qudshu-Astarte-Anat", que indica sua associação, sendo Qudshu o epíteto usado para a Mãe de Toda a Criação.[3][4]

Epítetos[editar | editar código-fonte]

Entre os epítetos atribuídos a Qetesh estão a de "Senhora de Todos os Deuses", "Dama das Estrelas do Céus", "Amada de Ptá", "Senhora da magia, dama das estrelas" e "Olho de Rá, sem sua igual".[3][5]

Cultura popular[editar | editar código-fonte]

Qetesh é o nome de uma senhora do sistema Goa'uld que tomou Vala Mal Doran como sua hospedeira e foi uma personagem recorrente nas temporadas 9 e 10 da série de ficção científica para televisão Stargate SG-1.[6]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Qetesh

Referências

  1. Spooner, Henry G. (1918). American Journal of Urology and Sexology (em inglês). [S.l.]: Urologic Publishing Association 
  2. «Qetesh». Exopedia. Consultado em 6 de dezembro de 2018 
  3. a b c d Julia Fridman (ed.). «How a Canaanite Goddess Conquered Ancient Egypt». Haaretz. Consultado em 6 de dezembro de 2018 
  4. «Qudshu». Thalia Took. Consultado em 6 de dezembro de 2018 
  5. Johanna Stuckey (ed.). «The "Holy One" by Johanna Stuckey». Matri Focus. Consultado em 6 de dezembro de 2018 
  6. «Qetesh». Stargate Command. Consultado em 6 de dezembro de 2018