Anat

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Estatueta de bronze de Anat usando uma coroa atef com o braço levantado (originalmente segurando um machado ou uma clava), datada de 1400-1200 AEC, encontrada na Síria

Anate, Anat ou Anath (hebraico e fenício ענת, ‘Anōt; ugarítico ‘nt; grego Αναθ, Anath; egípcio Antit, Anit, Anti, ou Anant) é uma grande deusa virgem semita da guerra.

Anat na mitologia egípcia[editar | editar código-fonte]

Na mitologia egípcia, Anat era representada como uma mulher tendo na cabeça a coroa do Alto Egipto com duas penas de avestruz; traz uma clava numa das mãos e, na outra, uma lança e um escudo.

Sabe-se que o seu culto existiu no Antigo Egipto desde o Império Médio. Durante o Segundo Período Intermediário, época na qual o Egipto caiu nas mãos de povos do Médio Oriente, os Hicsos, esta divindade tornou-se muito popular entre os reis hicsos. Mais tarde, os Ramésidas introduziram-na oficialmente no panteão.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Mitologia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia egípcia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.