Alberto Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Alberto Fernando da Silva Santos nasceu a 6 de Março de 1967 na freguesia de Paço de Sousa, concelho de Penafiel.

É o Presidente da Assembleia Municipal de Penafiel[1], desde Outubro de 2013.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Frequentou a Escola Primária de S. Lourenço em Paço de Sousa até à 4ª classe, tendo depois entrado no Seminário na Ordem dos Carmelitas Descalços que frequentou até ao 11º ano. Entrou de seguida no Curso de Direito da Universidade Católica Portuguesa, no Porto, que terminou em 1990 com média final de 14 valores.

Exerceu a profissão de advogado partir de 1990, até ser eleito para a Presidência da Câmara Municipal de Penafiel, em Dezembro de 2001, cargo em que foi reeleito em Outubro de 2005 e em Outubro de 2009 e novamente em 2009, tendo exercido a presidência até 2013. É atualmente Presidente da Assembleia Municipal de Penafiel.[2][3]. No mandato 1993-1997, foi Vereador na Câmara Municipal de Penafiel. No mandato 1997-2001, foi membro da Assembleia Municipal de Penafiel. Entre Março de 2006 e Março de 2008 foi Presidente da Comissão Executiva da Associação Ibérica de Municípios Ribeirinhos do Douro (com sede em Laguna del Duero - Valladolid, Espanha). Entre Janeiro de 2009 e Fevereiro de 2012 foi Presidente do Conselho Executivo da Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa que integra 12 municípios: Penafiel, Paços de Ferreira, Paredes, Felgueiras, Lousada, Castelo de Paiva, Amarante, Marco de Canaveses, Celorico de Basto, Baião, Resende e Cinfães. Foi ainda presidente da Mesa da Assembleia-Geral da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica do Vale do Sousa – Associação.

Foi presidente da Câmara Municipal de Penafiel, presidente do Conselho de Administração da Associação de Municípios do Vale do Sousa (que integra 6 municípios: Penafiel, Paços de Ferreira, Paredes, Lousada, Felgueiras e Castelo de Paiva). Membro do CES – Conselho Económico e Social Português, e administrador não executivo da SIMDOURO – Saneamento do Grande Porto, S.A..

Desempenha a função de presidente do Conselho Científico da Rota do Românico, e de presidente da Mesa da Assembleia-Geral da Associação Norte-Cultural (detentora da Orquestra do Norte).

Presidente do Conselho de Justiça da Associação de Ciclismo do Porto.

Integra os órgãos sociais da ADER-SOUSA – Associação de Desenvolvimento Regional das Terras do Sousa.

A nível político, é militante do PSD desde 1987 e a partir de 1990 integrou a Comissão Política da JSD de Penafiel, à qual presidiu, e foi vice-presidente da Comissão Política Concelhia do PSD. Foi ainda Presidente do Concelho de Jurisdição Distrital do Porto da JSD e Membro do Conselho de Jurisdição Nacional da JSD.

É ainda autor de três romances históricos “A Escrava de Córdova”, (2008), “A Profecia de Istambul”, (2010), e "O Segredo de Compostela", (2013) editados pela Porto Editora


Referências