Aldeia Galega da Merceana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portugal Aldeia Galega da Merceana  
—  freguesia portuguesa extinta  —
Brasão de armas de Aldeia Galega da Merceana
Brasão de armas
Aldeia Galega da Merceana está localizado em: Portugal Continental
Aldeia Galega da Merceana
Localização de Aldeia Galega da Merceana em
Coordenadas 39° 04' 56" N 9° 06' 43" O
Concelho primitivo Alenquer
Concelho (s) atual (is) Alenquer
Freguesia (s) atual (is) Aldeia Galega da Merceana e Aldeia Gavinha
Extinção 2013
Área
 - Total 19,69 km²
População (2011)
 - Total 2 079
    • Densidade 105,6 hab./km²
Orago Nossa Senhora dos Prazeres
Antiga Freguesia de Aldeia Galega da Merceana

Aldeia Galega da Merceana foi uma freguesia portuguesa do concelho de Alenquer, com 19,7 km² de área e 2 079 habitantes (2011)[1]. Densidade: 105,5 hab/km².

Foi extinta (agregada), em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, tendo sido agregada à freguesia de Aldeia Gavinha, para formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Aldeia Galega da Merceana e Aldeia Gavinha da qual é sede.[2]

Foi sede de concelho, com foral datado de 1305; foi extinto em 1855 e integrado no município de Alenquer. Era constituído pelas freguesias de Aldeia Galega da Merceana e de Aldeia Gavinha. Tinha, em 1801, 1 897 habitantes. Após as reformas administrativas do início do liberalismo foram-lhe anexadas as freguesias de Ventosa e Vila Verde dos Francos. Tinha, em 1849, 4 044 habitantes.

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Aldeia Galega da Merceana [3]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
1 575 1 724 1 936 2 097 2 286 2 460 2 721 2 776 2 693 2 991 2 268 2 396 2 257 2 175 2 079

Evolução da  População  1864 / 2011; Variação da População  1864 / 2011; Variação da População  1864 / 2011;

Descrição da Aldeia[editar | editar código-fonte]

Quintas e terrenos de cultivo circundam o núcleo habitacional consolidado por uma arquitectura também esta medieval. As ruas têm tonalidade branca. A pavimentação é em calçada portuguesa de paralelepípedos brancos, assim como as fachadas demarcadas pelo contraste do branco com o friso normalmente de cor azul e o beirado de cor vermelha. As construções têm elementos em comum: os vãos em cantaria de pedra, os frisos em tons de azul, os cunhais em pedra emparelhada, as varandas de pouca profundidade em ferro fundido, as medidas altimétricas correspondem a um ou dois pisos e o beirado à portuguesa. Os materiais de construção foram alterando-se, inicialmente em adobe e telha de canudo e mais recentemente as paredes em tijolo e telha lusa. Neste aglomerado destacam-se dois largos que ficam defronte para as duas igrejas: Igreja de Nossa Senhora dos Prazeres e a Igreja da Misericórdia, demarcadas por elementos centrais: o Pelourinho Manuelino e o Fontanário.[4]

Economia[editar | editar código-fonte]

Em termos económicos, a Aldeia Galega da Merceana vive da agricultura, viinicultura, indústria e comércio.

História[editar | editar código-fonte]

José de Meneses Correia de Sá foi o 1º Visconde de Merceana por Decreto de D. Carlos I de Portugal de 11 de Outubro de 1895.

Património[editar | editar código-fonte]

Capelas[editar | editar código-fonte]

  • Capela de São João Baptista
  • Capela de São Sebastião
  • Capela do Arneiro
  • Capela do Espírito Santo

Casas[editar | editar código-fonte]

  • Casa alpendrada em Aldeia Galega da Merceana
  • Casa da Quinta do Falou ou Quinta Nova
  • Casa Medieval de Aldeia Galega da Merceana ou Casa da Rainha

Igrejas[editar | editar código-fonte]

Quintas[editar | editar código-fonte]

  • Quinta da Corujeira
  • Quinta de São Miguel da Corujeira
  • Quinta da Grila
  • Quinta da Boavista
  • Quinta da Junqueira
  • Quinta de Chocapalhas
  • Quinta de São João
  • Quinta do Anjo
  • Quinta do João Carneiro ou Quinta dos Plátanos
  • Quinta dos Negros ou Quinta do Carvalho

Outros[editar | editar código-fonte]

Festas e romarias[editar | editar código-fonte]

  • Nossa senhora dos Prazeres - 1.º domingo de Junho
  • Procissões dos Passos - 3.ª e 4.ª semanas antes da Páscoa
  • Divino Espírito Santo - Domingo de Pentecostes
  • Círio de Geraldes - Primeira quinzena de Outubro

Colectividades[editar | editar código-fonte]

As principais colectividades existentes nesta freguesia são:

  • Associação de Desenvolvimento Local
  • Associação Cultural de Arneiro
  • Associação Recreativa e Cultural de Casais Branco
  • Associação Recreativa e Cultural de Vale Benfeito
  • Centro Cultura e Recreio de Paiol
  • Clube de Recreio e Cultura de Paiol
  • Clube de Recreio e Cultura de Aldeia Galega
  • Clube Regional Recreio e Cultura de Merceana
  • Cooperativa de Cultura dos Moradores de Merceana

Referências

  1. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Centro". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 1 de Março de 2014. Cópia arquivada em 4 de Dezembro de 2013 
  2. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 2 de fevereiro de 2013.
  3. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  4. 1ª Revisão do Plano Diretor Municipal de Alequer (2012), Volume 1 - Caracterização Territorial, pág. 59.