Almançora

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Mansoura (na Argélia), nem com Mansourah (também na Argélia).
Almançora
Governadorat de Daqahliya.png
Sunset in Mansoura.JPG
Geografia
País
Governorate of Egypt
Capital de
Dakahlia
Mansoura (d)
Área
25 km2
Altitude
15 m
Coordenadas
Demografia
População
960 423 hab. ()
Densidade
38 416,9 hab./km2 ()
Funcionamento
Estatuto
Identificadores
Website

Almançora ou Mançura (المنصورة al-manṣūrah, em árabe) é uma cidade do nordeste do Egipto, localizada no leste do Delta do Nilo, a 120 km do Cairo. Com uma população estimada em 371 000 habitantes (1992), é a capital da província egípcia de Dakahlia.

A cidade é um centro comercial e industrial (indústria têxteis e alimentares) e abriga a Universidade de Almançora (1972) e o instituto politécnico (1957). Almançora é uma das maiores cidades do Egipto, após o Cairo, Alexandria e Porto Said.

Almançora foi fundada em 1219 pelo irmão de Saladino, Abu Becre Malik Al-Adil I, da dinastia aiúbida. Após a vitória dos egípcios no local contra os cruzados durante a Sétima Cruzada, a cidade recebeu o nome المنصورة al-manṣūrah, "a vitoriosa".

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O árabe المنصورة al-manṣūrah significa "a vitoriosa", a partir do substantivo نصر naṣr, "vitória". Designa cidades no Marrocos, Tunísia e Egito,[1] cujo nome, em português, é transliterado como "Almançora".[2] Com relação especificamente à cidade egípcia, ocorre por vezes em português também a alternativa "Mançura", originária do francês Mansourah.[2]

Notas

  1. Parmentier, "Vocabulaire Arabe-Français des Principaux Termes de Géographie", Paris, 1882, apud Machado, José Pedro, Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa.
  2. a b J.P. Machado.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia do Egito, integrado ao Projeto África é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Almançora