Anajá Caetano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Anajá Caetano foi uma escritora brasileira, nascida em São Sebastião do Paraíso[1][2].

Descendente de quiocos vindos de Angola, é conhecida principalmente pelo seu livro Negra Efigênia, paixão do senhor branco (1966). O romance, ambientado no século XIX, mostra a expansão agrícola do Sul de Minas nos anos que antecedem a Abolição, pelos olhos de Efigênia, escrava raptada para ser mulher de um fazendeiro branco[3].

Escreveu também outros livros, sempre de inspiração romântica e retratando a vida dos escravos[4].

Principais obras[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Anajá Caetano[ligação inativa]. Dados Bibliográficos - Literafro
  2. RODRIGUES, Cintya Maria Costa. Memórias de mulheres na literatura de ficção no brasil: a obra de Anajá Caetano. UFG
  3. CÔRTES, Cristiane Felipe R.Negra Efigênia: cultura e memória em uma narrativa negra e feminina[ligação inativa]. Literafro
  4. PALMEIRA, Francineide Santos. Vozes femininas nos cadernos negros: representações de insurgência. Dissertação de mestrado em Letras, Universidade Federal da Bahia. 2010
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.