Angiopatia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Angiopatia
Classificação e recursos externos
CID-9 250.7

Angiopatia é o termo genérico para uma doença dos vasos sangüíneos (artérias, veias e vasos capilares). A mais conhecida e a maioria das angiopatias é a angiopatia diabética, uma complicação que pode acontecer na diabete crônica.

Tipos[editar | editar código-fonte]

Há dois tipos de angiopatia: macroangiopatia e microangiopatia.

  • Na macroangiopatia, a gordura e o sangue se coagulam nos vasos sanguíneos grandes, aderindo às paredes do vaso e bloqueando o fluxo de sangue.
  • Na microangiopatia, as paredes dos vasos sanguíneos menores ficam tão grossas e fracas provocando hemorragias, vazando as proteínas e a velocidade do fluxo de sangue pelo corpo é reduzida. A diminuição de fluxo de sangue por estenose ou formação de coágulo prejudica o fluxo de oxigénio a células e tecidos biológicos (isquemia), conduzundo à morte (necrose e gangrena). Assim, tecidos que são muito sensíveis a níveis de oxigénio, como a retina, desenvolvem microangiopatia e podem causar cegueira (retinopatia). O dano causado nas células nervosas é característico de neuropatia periférica, e para as células renais, nefropatia diabética (síndrome de Kimmelstiel-Wilson).
Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.