Antiga Cidade de Lamu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Antiga Cidade de Lamu *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Lamu door.jpg
Porta tradicional Swahili em Lamu
País  Quênia
Critérios C (ii) (iv) (vi)
Referência 1055
Coordenadas 2º 17' 4" S 40º 51' 9" E
Histórico de inscrição
Inscrição 2001  (25ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.

A antiga cidade de Lamu, no Quénia, cerca de 200 km a norte de Mombaça, é a mais antiga e melhor conservada cidade swahili da África oriental, mantendo as suas funções traditionais. Construída em pedra de coral e madeira de mangal, a cidade caracteriza-se pela simplicidade das suas formas estruturais, enriquecida com pátios interiores, varandas e portas de madeira artisticamente talhadas. Lamu é ainda o centro dos principais festivais religiosos muçulmanos desde o século XIX e tornou-se um importante centro de estudo das culturas islâmica e swahili.

Lamu.

A estrutura urbana de Lamu demonstra claramente as influências que se juntaram ao longo dos séculos, a partir da Europa, Arábia e Índia, usando as técnicas traditionais swahili para produzir uma cultura distinta. O crescimento e declínio dos portos da costa oriental de África e a interacção entre os Bantu, árabes, persas, indianos e europeus representa uma fase importante, tanto do posto de vista cultural como económico na história da região, com a sua expressão mais elevada na antiga Lamu.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]