Arthur (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Arthur
Arthur, o alegre conquistador (PT)
Arthur, o milionário sedutor (BR)
 Estados Unidos
1981 •  cor •  97 min 
Direção Steve Gordon
Produção Robert Greenhut
Roteiro Steve Gordon
Elenco Dudley Moore
Liza Minnelli
John Gielgud
Gênero comédia romântica
Música Burt Bacharach
Cinematografia Fred Schuler
Edição Susan E. Morse
Companhia(s) produtora(s) Orion Pictures
Distribuição Warner Bros.
Lançamento Estados Unidos 17 de julho de 1981
Idioma inglês
Orçamento US$ 7 milhões
Receita US$ 95.461.682[1]
Cronologia
Arthur 2: On the Rocks
Página no IMDb (em inglês)

Arthur (br: Arthur, o milionário sedutor / pt: Arthur, o alegre conquistador) é um filme americano de 1981, do gênero comédia romântica, escrito e dirigido por Steve Gordon. O filme é estrelado por Dudley Moore como o homônimo Arthur Bach, um milionário bêbado da cidade de Nova York que está à beira de um casamento arranjado com uma herdeira rica, mas acaba se apaixonando por uma garota comum do Queens. Foi o primeiro e único filme dirigido por Gordon, que morreu em 1982 de um ataque cardíaco aos 44 anos.

Arthur ganhou mais de US$ 95 milhões no mercado interno, tornando-se o quarto filme de maior bilheteria de 1981.[2] Sua música título, "Arthur's Theme (Best That You Can Do)", ganhou o Oscar de melhor canção original. Co-escrito por Christopher Cross, Burt Bacharach, Carole Bayer Sager e Peter Allen e foi gravado por Christopher Cross. Sir John Gielgud também ganhou um Oscar de melhor ator coadjuvante. O filme foi indicado para dois outros prêmios da Academia.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Arthur é um rico herdeiro, sempre bêbado, irresponsável e sem ambições, que está à beira da falência. Por esta razão, ele decide casar com Susan, a quem não ama. Mas tudo muda quando ele encontra Linda, uma garota pobre, aspirante à escritora que trabalha como guia turística, e por quem fica apaixonado.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Dudley Moore, o astro de Arthur
Liza Minnelli, a estrela de Arthur

Produção[editar | editar código-fonte]

Gordon originalmente escreveu o personagem titular com um ator americano em mente para retratar. Antes da escolha de Moore, Al Pacino, Jack Nicholson, Richard Dreyfuss e James Caan foram todos considerados para o papel. Além disso, Alec Guinness e David Niven foram considerados para o papel de Hobson.[3][4] De acordo com Splitsider, John Belushi também foi considerado para Arthur.[5] Inicialmente, Gordon queria que Moore realizasse o papel com sotaque americano, mas isso se mostrou controverso, já que Moore teve problemas para se apresentar com um deles e acabou convencendo Gordon a deixá-lo usar seu sotaque natural inglês.[6] Debra Winger supostamente recusou o papel de Linda.[7]

Embora o projeto estivesse inicialmente em andamento na Paramount Pictures , eles finalmente abandonaram o projeto com a Orion Pictures assumindo o controle.[6] A promoção do filme mostrou-se um desafio, alegadamente seis campanhas publicitárias foram descartadas antes que uma final fosse decidida.[6]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

O cantor pop Christopher Cross foi inicialmente convidado para fazer o filme, mas o escritor/diretor Steven Gordon não se sentiu confortável com sua falta de experiência em compor para o cinema e o trabalho foi dado a Burt Bacharach.[8] Cross foi convidado para compor uma música para o filme que ele fez, "Arthur's Theme (Best That You Can Do)", que ele escreveu com Bacharach junto com Carole Bayer Sager e Peter Allen.[8]

Recepção[editar | editar código-fonte]

O filme recebeu elogios da crítica após o seu lançamento e é considerado por muitos como um dos melhores filmes de 1981. Ele atualmente detém uma classificação de 88% "Fresh" no site Rotten Tomatoes.[9][10][11][12]

Filmes relacionados[editar | editar código-fonte]

Sequência[editar | editar código-fonte]

Arthur foi seguido por uma sequência em 1988, Arthur 2: On the Rocks (br: Arthur, o milionário arruinado / pt: Arthur, o alegre falido). Os principais atores, Dudley Moore, Liza Minnelli e John Gielgud, reprisaram seus papéis, assim como muitos outros do elenco de apoio, como Geraldine Fitzgerald, Barney Martin e Ted Ross.[13]

Remake[editar | editar código-fonte]

Foi noticiado pela primeira vez em 2008 que Arthur deveria ser refeito pela Warner Bros., com o ator/comediante britânico Russell Brand no papel principal.[14] Brand confirmou isso durante sua aparição em 10 de março de 2009 no The Howard Stern Show. a nova versão também teve Helen Mirren, Jennifer Garner e Greta Gerwig no elenco. O remake foi um fracasso crítico e financeiro.[15]

Versões estrangeiras[editar | editar código-fonte]

Este filme teve três remakes indianos. Um deles foi o filme de 1984 em língua Hindi de Bollywood, Sharaabi,[16] estrelado por Amitabh Bachchan no papel principal, o segundo foi o filme em língua kannada de 1985, Nee Thanda Kanike,[17] e o terceiro foi outro hindu de Bollywood de 2004, Tumsa Nahin Dekha.[18]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia tem o

Oscar 1982 (EUA)

BAFTA 1982 (Reino Unido)

  • Indicado ao Prêmio Anthony Asquith para música de filme.
  • Indicado na categoria de melhor ator coadjuvante (John Gielgud).

Globo de Ouro (EUA)

  • Venceu nas categorias de melhor filme - comédia/musical, melhor ator de cinema - comédia/musical (Dudley Moore), melhor ator caodjuvante - cinema (John Gielgud) e melhor canção original - cinema (Arthur's Theme (Best That You Can Do)).
  • Indicado na categoria de melhor atriz de cinema - comédia/musical (Liza Minnelli).

Referências

  1. «Arthur, Box Office Information». Box Office Mojo. Consultado em 9 de março de 2012 
  2. «1981 Domestic Grosses». Box Office Mojo. Consultado em 9 de março de 2012 
  3. Lenburg, Jeff (2001). Dudley Moore: An Informal Biography. [S.l.]: iUniverse. ISBN 9780595182688 
  4. Pollack, Dale (27 de novembro de 1981). «'Arthur' success even surprised Joffe». Los Angeles Times. Consultado em 23 de dezembro de 2015 
  5. Evans, Bradford (3 de março de 2011). «The Lost Roles of John Belushi». Splitsider. Consultado em 26 de setembro de 2016 
  6. a b c Cormier, Roger. «10 Rich Facts About Arthur». Mental Floss. Consultado em 12 de março de 2017 
  7. Thomson, David (27 de fevereiro de 1994). «FILM / Up where she belongs: A decade ago Debra Winger had the film world at her feet. A year ago her career seemed to be on its last legs. Now she is back, with an Oscar nomination. David Thomson is a fan». The Independent. Consultado em 18 de agosto de 2018. Ela recusou a liderança feminina em sucessos como Raiders of the Lost Ark e Arthur. 
  8. a b Prato, Greg. «CHRISTOPHER CROSS». Songfacts. Consultado em 5 de janeiro de 2016 
  9. Canby, Vincent (17 de julho de 1981). «ARTHUR – Review – NYTimes.com –». The New York Times. Consultado em 23 de janeiro de 2014 
  10. «ARTHUR». Chicago Sun Times. Consultado em 23 de janeiro de 2014 
  11. «Cinema: Hobson's Choice». Time. 3 de agosto de 1981. Consultado em 23 de janeiro de 2014 
  12. «Arthur». Rotten Tomatoes. Consultado em 23 de janeiro de 2014 
  13. «Arthur 2: On the Rocks (1988)». Internet Movie Database. Consultado em 8 de janeiro de 2016 
  14. «Russell Brand as Arthur?». Totalfilm.com. 4 de dezembro de 2008. Consultado em 23 de janeiro de 2014 
  15. «Arthur (2011)». Rotten Tomatoes. Consultado em 8 de janeiro de 2016 
  16. «Sharaabi (1984)». The Internet Movie Database. Consultado em 14 de novembro de 2018 
  17. «Nee Thanda Kanike (1985)». The Internet Movie Database. Consultado em 14 de novembro de 2018 
  18. «Tumsa Nahin Dekha (2004)». The Internet Movie Database. Consultado em 14 de novembro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]