Intervenção Democrática

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Associação de Intervenção Democrática
Presidente João Corregedor da Fonseca
Fundação 1987
Sede  Portugal
R. Pascoal de Melo, 70 - 1º f
1000-236 Lisboa
Ideologia Socialismo
Marxismo
Espectro político Esquerda
Antecessor cisão do Movimento Democrático Português/Comissão Democrática Eleitoral
Afiliação nacional CDU
Site
www.intervencao-democratica.pt

A Associação de Intervenção Democrática (ID), é uma associação política de esquerda formada em 1987, resultante de cisões no Movimento Democrático Português (MDP/CDE).

Em 1987 elegeu dois deputados independentes pela CDU - Coligação Democrática Unitária, João Corregedor da Fonseca[1] e Raúl Castro,[2] tendo constituido um agrupamento parlamentar na V Legislatura, até julho de 1988.[3]

Desde essa data que militantes seus têm vindo a integrar como independentes a coligação CDU conjuntamente com o Partido Comunista Português (PCP) e o Partido Ecologista "Os Verdes" (PEV), quando da realização de atos eleitorais.

Em Agosto de 2009 era seu presidente João Corregedor da Fonseca.[4]

Resultados Eleitorais[editar | editar código-fonte]

Eleições Legislativas[editar | editar código-fonte]

Data Votos % Deputados +/- Status Aliança
1987 N/D N/A
2 / 250
Oposição CDU

Referências

  1. «João Corregedor da Fonseca». Assembleia da República. Consultado em 11 de maio de 2009. 
  2. «Raúl Castro». Assembleia da República. Consultado em 11 de maio de 2009. 
  3. «Resultados Eleitorais». Assembleia da República. Consultado em 7 de maio de 2009. 
  4. «Intervenção de João Corregedor da Fonseca». CDU - Coligação Democrática Unitária. Consultado em 7 de maio de 2009. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.