CDU – Coligação Democrática Unitária

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
CDU - Coligação Democrática Unitária
Fundação 30 de setembro de 1987
Sede  Portugal
Ideologia Comunismo
Socialismo
Ecossocialismo
Espectro político Esquerda
Afiliação nacional Partido Comunista Português
Partido Ecologista "Os Verdes"
Associação de Intervenção Democrática
Assembleia da República
16 / 230
Parlamento Europeu
3 / 21

A CDU – Coligação Democrática Unitária (PCP-PEV)[nota 1] é uma coligação de esquerda, formada pelo Partido Comunista Português (PCP) e pelo Partido Ecologista "Os Verdes" (PEV)[2] , incluindo normalmente nas suas listas membros da Associação de Intervenção Democrática (ID).[3]

O seu símbolo consiste em dois quadrados: Quadrado esquerdo - Foice e martelo em cor vermelha; estrela de cinco pontas em cor branca delimitada a vermelho; fundo branco. Quadrado direito - Girassol com pétalas amarelas e coroa de cor castanha; fundo branco.[2]

A CDU formou-se em 1987, com o nome de "Coligação Democrática Unitária" e a sigla (CDU), herdeira da Aliança Povo Unido (APU) que foi extinta devido a divergências entre os partidos que a formavam.

Concorreu a várias eleições entre 1987 e 1989 com a sigla (CDU), alterando-a então para (PCP-PEV).

Em 2009, alterou a sua designação para "CDU - Coligação Democrática Unitária" mantendo no entanto a sigla (PCP-PEV).[2]

Eleições legislativas[editar | editar código-fonte]

A CDU concorreu a todas as eleições legislativas desde 1987, obtendo os seguintes resultados:

Data Votos % Deputados +/- Status
1987 685 109 12,1 (#3)
31 / 250
Oposição
1991 501 840 8,8 (#3)
17 / 230
Baixa14 Oposição
1995 504 007 8,6 (#4)
15 / 230
Baixa2 Oposição
1999 483 716 9,0 (#3)
17 / 230
Aumento2 Oposição
2002 379 870 6,9 (#4)
12 / 230
Baixa5 Oposição
2005 433 369 7,5 (#3)
14 / 230
Aumento2 Oposição
2009 446 174 7,9 (#5)
15 / 230
Aumento1 Oposição
2011 441 147 7,9 (#4)
16 / 230
Aumento1 Oposição

Eleições europeias[editar | editar código-fonte]

2009: Subir em número de votantes e percentagem e manter o mesmo número de deputados (2: Ilda Figueiredo e João Ferreira) acaba por ser positivo. A CDU passou a quinta força política ao ser ultrapassada pelo Bloco de Esquerda.

Data Votos % Deputados +/-
1987 646 640 11,5 (#3)
3 / 24
1989 594 961 14,4 (#3)
4 / 24
Aumento1
1994 339 283 11,2 (#4)
3 / 25
Baixa1
1999 357 575 10,3 (#3)
2 / 25
Baixa1
2004 309 406 9,1 (#3)
2 / 24
=
2009 379 787 10,6 (#4)
2 / 22
=
2014 416 925 12,7 (#3)
3 / 21
Aumento1

Eleições autárquicas[editar | editar código-fonte]

A CDU possui também influência a nível do poder local, liderando a maioria das autarquias nos distritos de Beja e Setúbal, mas tendo presidências de câmara noutros distritos, como Évora, Portalegre, Lisboa, Santarém e Leiria.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. A sigla oficial da CDU, usada nos boletins de voto, é PCP-PEV, representando os dois partidos constituintes da coligação: Partido Comunista Português e Partido Ecologista "Os Verdes", e não CDU, que alternativamente consta do nome oficial da coligação.[1]

Referências

  1. Partidos registados e suas denominações, siglas e símbolos Tribunal Constitucional. Visitado em 15 de março de 2015.
  2. a b c Acórdão N.º 255/09 Tribunal Constitucional (20 de Maio de2009). Visitado em 11 de Outubro de 2009.
  3. PCP: Jerónimo de Sousa admite "convergência" com Bloco de Esquerda Expresso (3 de outubro de 2008). Visitado em 1 de março de 2011.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]



Ícone de esboço Este artigo sobre política é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.